Torcedor colombiano e japonês animado interrompem link do SporTV

Publicado há 3 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na manhã desta terça-feira (19), antes do Japão enfrentar a Colômbia em uma das partidas da Copa do Mundo da Rússia, o repórter Cassio Barco tentou realizar um link para o SporTV, mas foi interrompido por uma dupla de torcedores que estava animada.

Veja: “Empolgação” de comentarista do SporTV por história da Rússia vira piada na web; veja vídeo

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu tô num debate aqui absurdo. Tem um colombiano e um japonês agora…”, declarou o jornalista. “Quanto vai ser o jogo?“, perguntou o profissional. “Colômbia três, Japão zero!“, afirmou o colombiano em inglês.

“Japão três, Colômbia zero!“, rebateu o torcedor japonês, dando um beijo no adversário. “Vai ser três a zero para alguém segundo esses dois aqui. Os dois times muito confiantes! A gente falou do terremoto, mas em Copa do Mundo o clima não tem como ser outro! Eu vou devolver para você porque eles estão um pouco alterados aqui…”, concluiu Cassio.

Leia: TV Fama erra e mostra foto de apresentador do SporTV como se fosse Renato Aragão

No site da emissora paga, Barco falou mais sobre a situação inusitada. “Nada melhor para um repórter do que encontrar gente disposta a dar entrevistas. Mas, aos poucos, as coisas foram saindo do controle“, escreveu Cassio.

Assista:

William Bonner é questionado sobre separação em programa da SporTV

No último domingo (17), William Bonner participou do Mesa Mista, atração do SporTV, e foi surpreendido no formato. “O Brasil quer saber. Como foi se separar do São Paulo, que é seu time, e vir morar no Rio de Janeiro, longe do Morumbi?”, questionou Maurício Meirelles.

“Cara, eu te digo o seguinte. A separação, o afastamento, não termina nem com o carinho, nem com o respeito. Isso é pra vida toda. Então minha relação com o São Paulo vai permanecer para a vida toda. É claro. Mesmo com carinho”, garantiu o âncora do Jornal Nacional.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio