“Todos iam nadar pelados”, relembra criador da trilha sonora da novela Pantanal

Músico contou que abertura nasceu de forma despretensiosa

Publicado em 13/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

É do compositor e multi-instrumentista Marcus Viana toda a trilha instrumental da novela Pantanal (1990), assim como a canção homônima que embalou a abertura do folhetim. Em conversa com a colunista Marcelle Carvalho, do Splash, ele relembrou o processo de criação e entregou algumas curiosidades.

“Falava do ser humano e seus dramas, paixões imersas na onipotência da natureza. Tentei traduzir isso na trilha. E o fato de eu tocar instrumentos de corda, ajudou a fazê-la bem diferente da música do dia a dia da novela, que era com a viola. Justamente por isso, eu acabei fazendo toda a orquestra, toquei uns 15 violinos diferentes, violoncelos… Tocava tudo”, explicou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O músico contou que a trilha sonora de abertura nasceu de forma despretensiosa. “Um dia, Jayme [Monjardim] me disse que estavam tendo dificuldade em encontrá-la. Então, fiz e mandei para ele com a minha voz. Minha intenção era, se aprovada, chamar Milton Nascimento para cantar. Vinte dias se passaram e nada de eu ter o retorno. Até que liguei para Jayme, a secretaria atendeu e me disse que a música já tinha entrado”, relembrou.

Marcus Viana também contou que recebia da produção do folhetim fitas VHS de cenas captadas para servirem de inspiração. “Isso foi muito doido (risos). Todo mundo ia pro Pantanal nadar pelado, menos eu. Eles me mandavam as fitas e eu via: Pantanal de chalana, avião, vida na fazenda… Cheguei a ver 47 VHS! Ficava compondo assistindo a isso”, disse com bom-humor.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio