Tempo de Amar: José Augusto pede desculpas para Inácio

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos próximos capítulos de Tempo de Amar, ao chegar na quinta da carrasqueira trazendo Vicente (Bruno Ferrari), Inácio (Bruno Cabrerizo) será chamado para ter uma conversa com José Augusto (Tony Ramos), que elogiará a atitude honrosa do rapaz e pedirá desculpas por ter sido rude com ele.

Impactado com o fato de Inácio ter salvo Vicente do cavalo cometa, José Augusto assim como Maria Vitória (Vitória Strada) e Tereza (Olivia Torres), agradecem a Inácio pela gentileza. “Acompanha-me até a casa, Inácio… Quero ter um particular contigo…”, diz José Augusto para a surpresa de todos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Vicente passa por apuros ao cavalgar e é salvo por Inácio

Na biblioteca José Augusto conversa com Inácio. “Não precisavas ter feito nada do que fizeste, Inácio… Podias ter deixado que Vicente caísse do cavalo, ficasse ferido, ou até… Enfim, o pior podia ter acontecido, e tu sequer terias que dar satisfação a ninguém sobre o que viste ou deixaste de…”, e é interrompido por Inácio. “Senhor José Augusto, eu não sou um rato, como o senhor vive a dizer… Sou um homem simples, mas honrado…”.

José Augusto percebe que o rapaz fica sem jeito e tenta contornar. “Tu provaste ser mais do que isso… Provaste ser um homem bom, Inácio… É justo que isso seja reconhecido…”, afirma. “Não fiz o que fiz para ter reconhecimento…”, resume Inácio. “Por favor, não me compreendas mal… Eu já te ofendi muito, Inácio, sei disso… Tivemos nossas diferenças, que não foram poucas… E reconheço que errei no julgamento que fiz a teu respeito… Errei também ao chamar-te de rato, coisa que não voltarei a fazer…”

Inácio será pego de surpresa quando José Augusto revelar que sabe sobre tudo o que aconteceu no Brasil, inclusive o fato de que ele não abandonou Maria Vitória. “Por certo que não… Eu sei também de tudo que passaste no Brasil, e que não abandonaste minha filha, como eu havia pensado… Podes não acreditar, mas hoje tenho consideração por ti…”, dirá José Augusto.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio