“Tem que elogiar uma pessoa que você não gosta”, revela Susana Vieira sobre época no Vídeo Show

Publicado há 2 anos
Por Clara Ribeiro
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Susana Vieira foi a artista convidada do Lady Night desta segunda-feira (03) no Multishow. Ao lado de Tatá Werneck, a veterana soltou o verbo – como de costume – sobre inúmeras situações da carreira. Uma das declarações ‘sinceronas’ envolveu a época que atuou no Vídeo Show.

Leia mais: Divertida participação do Rouge no Lady Night bomba nas redes sociais

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Tatá começou assumindo que adorou a fase de Susana no vespertino. Logo após, a atriz comentou primeiramente: “Ah, eu amei também fazer aquilo”. Em seguida, revelou como era o seu trabalho no dia a dia ao lado de Otaviano Costa, também ex-apresentador da atração global.

“Ali eu precisava me conter. Ser eu ou não ser? Ali era uma terceira pessoa. Porque hoje estou sendo eu. Mas lá era eu comedida, afinal era um programa ao meio dia, ao vivo e era específico: tem que elogiar uma pessoa que você não gosta e acha ruim”, disse, deixando Tatá sem graça.

Leia mais: Roberta Miranda revela no Lady Night que já namorou uma travesti

Arrependimento de papel em novela

Tatá Werneck continuou a entrevista com Susana Vieira questionando a atriz com um currículo extenso de novelas globais sobre arrependimento por algum papel. A veterana respondeu incisivamente: “Me arrependi não, por que eu era empregada. Sempre fui contratada”.

Leia mais: Grazi Massafera revela no Lady Night que fizeram macumba para ela na Globo: ‘Teve macumba mesmo’

Susana ainda revelou uma falácia comum que acontece no meio artístico. “Quando falam ‘fui convidada para uma novela’ é mentira! A Globo te chama, te escala. Mentira, a pessoa ligou eu já estou na Globo para experimentar a roupa”. Tatá concorda com a convidada, dizendo que elas são funcionárias, afinal, têm contas para pagar.

E Susana finaliza, reiterando que não tem preferência por personagens, mas que usa sua experiência para alavancar o papel. “Agora vou ficar estudando se vou fazer esse ou aquele papel? Eu não quero nem saber, mas geralmente eu faço com que o papel aumente se ele for pequeno”, assume.

Confira o trecho na íntegra:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio