Tatá Werneck relembra amizade com Paulo Gustavo e faz alerta sobre covid-19: “Não é brincadeira”

O humorista não resistiu a complicações da covid-19

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Amiga de Paulo Gustavo, Tatá Werneck participou ativamente da corrente de oração pela saúde do ator. Em meio a tantas lembranças, a artista relembrou como o humorista animou o hospital enquanto ainda estava consciente.

O Paulo brincava muito com os enfermeiros, contava piadas, fazia de tudo para animar aquele lugar. Nas duas vezes em que me ligou por Facetime disse que o humor o estava salvando. Os enfermeiros diziam que não ia ter corredor suficiente no hospital de tanta gente que o aplaudiria quando se recuperasse“, contou, em entrevista ao O Globo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A atriz e apresentadora destacou a generosidade do amigo. “Tudo no Paulo é majestoso, grandioso. Ele ia para o teatro e era um fenômeno. Para o cinema, e fazia a maior bilheteria. Do mesmo tamanho era o seu nível de generosidade. Qualquer pessoa que ele soubesse que tinha um grande talento, ele fazia o que podia para que tivesse sucesso“, contou.

Tatá Werneck falou ainda da pandemia da covid-19 no Brasil. “O Paulo é essa pessoa que está dilacerando a gente de saudade, mas pensar que em cada vida perdida para a Covid-19, nas famílias que estão sofrendo. As pessoas precisam entender que não é brincadeira. Pensar que através do seu trabalho honesto conseguir ter recursos para ter a melhor estrutura, mas mesmo assim não foi suficiente“, lamentou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio