Sônia Abrão critica Dráuzio Varela por reportagem com assassina trans: “Faltou transparência”

Publicado há 8 meses
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Desde que veio à tona o fato de a presidiária transexual Suzy, abraçada por Dráuzio Varella em reportagem do Fantástico no domingo passado (1º), ter sido condenada por estuprar e matar um garoto de 9 anos, muita gente se dividiu a respeito da postura do médico – e da própria Globo – na condução e veiculação deste trecho da matéria.

A jornalista Sônia Abrão, por exemplo, condenou com veemência a postura de Dráuzio Varella. “O público acabou sendo induzido a erro por não saber a verdade, a ponto de se comover com a solidão de um assassino e se mobilizar para abraçar e cobrir de carinho um pedófilo. Por não querer saber o delito, faltou transparência ao que foi levado ao ar! E eu, que tinha dado tapete vermelho para a reportagem, retiro agora!“, declarou a apresentadora do A Tarde é Sua, da RedeTV!, por meio de postagem no Instagram.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O posicionamento de Sônia foi emitido em resposta à nota de esclarecimento que Varella divulgou em suas redes sociais a respeito do caso. “Em todos os lugares em que pratico a Medicina, seja no meu consultório ou nas penitenciárias, não pergunto sobe o que meus pacientes possam ter feito de errado. Sou médico, não juiz“, declarou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais