Sikêra Jr. perde quatro anunciantes após fala homofóbica no Alerta Nacional

Apresentador criticou comercial do Burger King

Publicado em 29/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A crítica infeliz feita por Sikêra Jr. ao comercial da rede de restaurantes Burger King, na última sexta (25) já começou a impactar o departamento comercial do Alerta Nacional, seu programa na RedeTV! Apenas três dias após o discurso do jornalista ter ido ao ar, a atração já perdeu quatro patrocinadores.

A construtora MRV foi uma das marcas que deixaram de anunciar no programa. De acordo com informações dos jornalistas Gabriel Vaquer e Gabriel Perline no portal Notícias da TV, a empresa divulgou comunicado nesta segunda (28) confirmando que não patrocina mais o formato.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A MRV acredita na diversidade e não compactua com qualquer forma de preconceito. O programa Alerta Amazônia/Nacional já não faz mais parte dos nossos planos de mídia“, declarou.

Postura idêntica foi tomada pela rede de telefonia Tim e pela HapVida, que oferece planos de saúde nas regiões Norte e Nordeste do país.

Desde a semana passada, realizamos a suspensão da veiculação, que é automática pela plataforma de anúncio, nesse canal. Reforçamos que a Tim não está ligada a movimentos, nem compactua com disseminação de notícias falsas e discursos de ódio“, afirmou a companhia.

Não apoiamos forma alguma de preconceito, seja social, de credo, raça, gênero ou orientação sexual. No momento, suspendemos o patrocínio do Alerta Amazonas. Estamos sempre trabalhando por uma sociedade mais saudável“, destacou a HapVida.

Até mesmo o Magazine Luiza tomou a iniciativa de bloquear seus anúncios automáticos que eram veiculados durante as edições do Alerta Nacional no YouTube. Ao contrário das demais marcas, a loja de departamentos nunca havia anunciado de forma direta dentro da atração.

O Magalu é contra qualquer forma de LGBTfobia e nunca admitiremos isso. Não patrocinamos o programa, mas havia anúncios sendo exibidos de forma automática pelo YouTube no canal. Eles já foram bloqueados e não serão mais exibidos“, explicou a varejista.

Entenda o caso

A ‘polêmica da vez’ de Sikêra Jr. teve início quando ele criticou o comercial produzido pelo Burger King em homenagem ao Dia do Orgulho LGBT+, na qual crianças incentivavam os pais a respeitarem a diversidade sexual.

Vocês são nojentos. A gente está calado, engolindo essa raça desgraçada, mas vai chegar um momento que vamos ter que fazer um barulho maior. O comercial é podre, nojento. Isso não é conversa para criança“, declarou o âncora da RedeTV!.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio