Sem Globo, Seleção Brasileira fica em quarto lugar na TV aberta; parceria com a CBF estremesse

Publicado em 10/06/2017

A estratégia da CBF em diversificar a transmissão dos amistosos da Seleção Brasileira ainda gera polêmicas nos bastidores da TV. Na última partida entre Brasil e Argentina, a entidade exibiu no sinal aberto pela TV Cultura e TV Brasil, e online em suas plataformas digitais. Sem a Globo, que tradicionalmente exibe os jogos, a audiência foi aquém do esperado.

Os dados prévios apontam que jogo entre Brasil e Argentina exibido na TV Cultura marcou 2,3 pontos de média – podem sofrer alterações para 2 pontos mais ou a menos na revisão dos números. A TV Brasil, também em São Paulo, anotou 0,6. No ranking geral, a TV Cultura ultrapassou apenas a Band no horário, que fechou com 1,1. Se somadas, as emissoras, ainda, continuaram em quarto lugar, com 2,9.

A Globo, que exibia no horário parte do Bom Dia Brasil e o Mais Você, liderou com folga (11,3), seguida pela Record (5,2) e SBT (3,5).

O atrito entre a Globo e Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ocorre em alguns anos, mas o ápice das desavenças começou quando a CBF distribuiu gratuitamente a transmissão do amistoso entre Brasil e Colômbia para todas as emissoras – realizado para homenagear as vítimas da Chapecoense.

A revista Veja revelou, em reportagem publicada em janeiro, que a entidade, inicialmente, ofereceu a partida por R$ 2 milhões a Globo, que recusou a proposta. A distribuição gratuita foi uma forma de retaliação da CBF contra a emissora dos Marinhos, informa a publicação.

Nas últimas reuniões, a Globo e a CBF não chegaram a um acordo para exibir os amistosos da seleção. A entidade, por sua vez, pode apostar em um novo mercado para transmitir as partidas. O jornal Folha de São Paulo informou que confederação negociava acordo com o Facebook para exibir os jogos ao vivo. Se fechado o acordo, a nova forma de transmitir vai de encontro às últimas reinvindicações de telespectadores, que pedem o fim, segundo eles, do “monopólio de transmissão da Globo”. Neste ano, clubes nacionais se revoltaram com a emissora quando foram proibidos de exibir suas partidas na internet.

Apesar de todas as manifestações, a Globo possui, ainda, o maior público da TV aberta, o que pode gerar uma preocupação nos patrocinadores, que buscam por visibilidade. Por outro lado, pesquisas americanas revelam que o valor investido em propagandas em plataformas digitais tem crescido significativamente.

Assuntos relacionados: