Sem dinheiro para nada, Lola demite Durvalina

Publicado há 10 meses
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O sofrimento vai tomar conta mais uma vez do coração de Lola (Gloria Pires) em Éramos Seis. Depois que Clotilde disse que ela deveria considerar demitir Durvalina (Virgínia Rosa), a dona de casa entra numa espiral de tristeza.

Primeiro, ela se lembra de tudo o que viveu
junto com a empregada que ajudou a criar seus filhos, e todas as dificuldades
que passaram juntas, inclusive uma chorando no ombro da outra. Para completar,
Lola pega uma conversa entre Durva e Alfredo (Nicolas Prattes), relembrando os
tempos que ele era criança.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A protagonista então reúne os filhos para
explicar o que está acontecendo. “Vamos
ter que mudar a maneira como vivemos. Abrir mão de certas coisas. E cortar o
que não temos mais como arcar. Pensei muito, meus filhos… Não vejo outra
solução a não ser… Vamos ter que mandar a Durvalina embora”
, diz ela.

Os filhos têm um choque imediato. Alfredo é
quem mais fica indignado com a situação, e Julinho (André Luiz Frambach) pensa
que juntos, eles podem encontrar uma saída, algo que Lola discorda.

“Fiz
malabarismo pra pagar as contas desse mês. E sopa todo dia, picadinho sem
carne, banana no meio da comida pra encher. E ainda estou contando tostões pra
completar o ordenado dela. Como posso ter funcionária?”
,
questiona a matriarca da família Lemos.

“Nunca
imaginei que a Durva estivesse na nossa lista de gastos”
,
dispara Isabel (Giullia Buscacio), que é prontamente rebatida por Carlos
(Danilo Mesquita): “Porque é mimada,
todos somos muito mimados. A Durvalina precisa de salário”
. Começa então
uma discussão generalizada, cheia de ataques porque a verdade é uma só: ninguém
tem dinheiro.

Lola pede que os filhos parem pois ninguém está
sofrendo mais que ela, de perder não só uma funcionária, mas uma amiga. Mais
tarde, Carlos e Lola estão na sala e pedem para falar com Durvalina, ambos
cheios de dor.

“Tem a
ver com a nossa situação, sabe que não está fácil… Nossa vida quase inteira
estivemos juntas, passamos por muitas dificuldades, muitas…”
, começa
Lola, e Carlos fica emocionado. “Já
sei… Já sei o que vai me falar… Eu dizia pra mim mesma que não ia
acontecer. Mas eu sabia o tempo todo, eu sabia. Não me mande embora, dona Lola,
eu vivo aqui.”
, diz Durvalina.

“Não
queríamos fazer isso, mas não temos dinheiro pra pagar um ordenado, não é certo”
, fala
Carlos que abraça Durvalina aos prantos. “Não
fica assim, menino, é a vida, eu sei que é. Ela arde às vezes… Eu entendo…
O meu amor por vocês não muda, muda não… Licença”
, continua a empregada,
que sai da sala com toda a dignidade do mundo.

Lola vai atrás dela e a flagra chorando, num
choro sentido no canto da cozinha, numa atitude muito diferente da que havia
demonstrado momentos anos. As duas se abraçam e sofrem juntas.

As cenas estão previstas para irem ao ar no capítulo 63, que será exibido na quinta-feira, 12 de dezembro.

Mais Informações, curiosidades, sinopse, personagens e o resumo diário e atualizado dos capítulos da novela Éramos Seis

Confira o resumo dos capítulos das outras novelas da TV Globo, SBT, Record TV e Band

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais