Sem Censura volta ao ar na TV Brasil com novidades

Publicado há 2 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com volta ao ar prevista para acontecer no dia 10 de abril, o Sem Censura, tradicional programa da TV Brasil que atualmente é comandado por Vera Barroso e conta com Bruno Barros e Carol Rocha, terá várias novidades com o seu retorno.

Segundo a colunista Patrícia Kogut, a atração passará a ter colunistas fixos e um video wall fará parte do palco do formato para a realização de links ao vivo. Um novo cenário também faz parte do combo do vespertino, que será todo modificado.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também: TV Brasil decide não exibir os desfiles de Carnaval

Vale lembrar que quando o presidente Jair Bolsonaro (PSL) assumiu o poder, a produção correu o risco de deixar de ser realizada e sair da programação de vez do canal, mas as suspeitas não se concretizaram.

Leia também: Silvio Santos é tema de programa de TV no Japão

Marcius Melhem fala sobre mudanças na TV aberta

O ator e comediante Marcius Melhem conta que virou ator por acaso: ele cursava jornalismo na PUC-Rio quando foi convidado por amigos a acompanhar uma aula de teatro, aos 19 anos. Da mesma forma o comediante se viu agora na função de executivo, como responsável pelos projetos de humor da TV Globo.

No cargo desde setembro, Melhem, que continua escrevendo e atuando, contou em entrevista ao jornal O Globo sobre projetos futuros e sua visão sobre o papel do humor na sociedade. “…topei pela possibilidade de frequentar reuniões de comitê, de grade, de orçamento, que impactavam meu dia a dia, mas eu não tinha acesso. E aí eu achei que isso ia me dar uns 20% a mais de trabalho e me deu 220%”, revela.

Sobre outras mudanças com o novo cargo, Melhem disse que evita falar essas coisas porque seria muito presunçoso de sua parte dizer o que ele ajudou a fazer. Sobre a mudança do público na TV aberta, Marcius disse: “O público muda todo dia, a TV muda todo dia. Desde que a gente está fazendo o “Zorra” e o “Tá no ar”, já é o terceiro presidente, com partidos diferentes. A gente tem que mudar junto e ficar em sintonia com a sociedade. O “Isso a Globo não mostra” (quadro de humor do Fantástico), por exemplo, foi uma tentativa ousada de tentar fazer um produto que ressignifica muito do que é exibido, sem que ninguém te explique”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais