Sem acordo, TNT e Cartoon Network podem sair da Oi TV em 2020

Publicado há 10 meses
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Única operadora de TV paga a crescer nos últimos tempos, embora o setor esteja em crise, e terceira maior do Brasil em número de assinantes, com pouco mais de 1,5 milhão de clientes, a Oi TV pode deixar de carregar os canais da Turner a partir de 2020. Ou seja, emissoras como TNT e Cartoon Network podem deixar a grade de canais.

Em um comunicado enviado a partir desta segunda-feira (2) para seus assinantes, a operadora afirma que existem negociações para a renovação da cessão do sinal, sem que isso provoque o aumento da mensalidade para os clientes. No entanto, uma definição precisa ocorrer até o dia 1º de janeiro de 2020.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Se o acordo não vier, assim que a virada de ano acontecer, as emissoras vão deixar de ser carregadas. “Caso essas negociações não sejam bem sucedidas, esses canais serão substituídos. A Oi informará aos seus assinantes sobre o andamento das negociações e eventuais substituições”, afirma o comunicado da operadora.

Oi TV anuncia possível saída de canais da Turner (Reprodução)

Desacordo quanto a valores ameaça permanência de canais da Turner na Oi TV

Segundo apurou o Observatório da Televisão, a Turner quer receber mais por conta da nova linha de alguns de seus canais, como a TNT e o Space, que não são mais apenas emissoras de filmes. As emissoras passaram a investir em outro tipo de conteúdo.

Além de filmes, os canais passaram a ter séries, talk-shows, programas de esporte e campeonatos de futebol em sua grade. Existe um custo maior de produção, mas a Turner diz que seus canais agora marcam mais números. As transmissões da Champions League, por exemplo, batem recordes rodada após rodada.

No entanto, a Oi TV argumenta que existe um mercado em crise severa, e que aumentar o repasse para a Turner acabaria encarecendo as mensalidades do assinante, o que não é ideal no momento. As duas empresas tem três semanas para chegar a um denominador comum.

Procurada oficialmente pela reportagem, a Turner se pronunciou com o seguinte comunicado. “A Turner confirma que está em fase de renegociação do contrato com a OI. Não podemos comentar detalhes da negociação por conta da confidencialidade entre as partes. Porém, estamos confiantes no bom desenvolvimento das conversas com a operadora, com quem mantemos uma excelente relação, de longa data, e apostamos no melhor acordo possível para que os assinantes continuem desfrutando dos conteúdos de nossos canais”, afirma a nota.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais