Seleção Brasileira enfrenta o Equador pelas Eliminatórias da Copa

Partida marca também volta de Júnior ao trabalho presencial

Publicado em 3/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quase oito meses se passaram desde que a seleção brasileira entrou em campo pela última vez. E mais de um ano e meio que Galvão Bueno comandou pela última vez uma transmissão da equipe comandada por Tite. Desde o início da pandemia, também, o comentarista Junior participava das transmissões de jogos e programas apenas remotamente.

Nesta sexta-feira (4), logo depois da novela Império, é a hora de celebrar todos estes retornos na TV Globo. Na partida em que o Brasil recebe o Equador, no Beira-Rio, em Porto Alegre, pelas Eliminatórias da Copa de 2022, Galvão estará ao lado no estúdio do companheiro de algumas décadas de transmissões do futebol. Junto com eles também estarão Roger Flores e Paulo César de Oliveira, na Central do Apito.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No SporTV, o confronto terá narração de Gustavo Villani, com os comentários de Paulo Vinicius Coelho, Pedrinho e Sandro Meira Ricci. O jogo da seleção brasileira encerra esta sétima rodada das Eliminatórias – a quinta e a sexta foram adiadas no início do ano, devido à pandemia.

Nesta quinta-feira (3), quatro partidas serão exibidas com exclusividade nos canais SporTV. A partir das 17h, Bolívia e Venezuela abrem a rodada, no SporTV2, que também exibe Argentina x Chile às 21h.

No SporTV3 serão mais dois confrontos: Uruguai x Paraguai, às 19h, e Peru x Colômbia, às 22h. Na próxima terça-feira será a vez de visitar os paraguaios, também com transmissão da TV Globo e do SporTV a partir de 21h30.

Em abril, Galvão Bueno retornou ao trabalhou presencial, após tomar as duas doses da vacina contra o coronavírus e cumprir os protocolos de segurança estipulados pela Globo. Agora é a vez de Junior sentir esta sensação. E logo em um jogo especial, valendo três pontos, que podem ajudar na caminhada brasileira rumo ao Catar em 2022.

Voltar a trabalhar presencialmente depois de tanto tempo é uma sensação única. Ainda mais voltando em um jogo da seleção e com meu amigo Galvão nesta empreitada. Será um dia muito especial e estou ansioso para que tudo possa acontecer da forma como estamos imaginando”, afirma o comentarista.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio