Segundo Sol: Nice fica envergonhada após receber cantada de Vicente

Publicado há 2 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Segundo Sol, na Globo, Nice (Kelzy Ecard) terminou seu casamento com Agenor (Roberto Bonfim), depois de suportá-lo por tanto tempo. Agora, ela terá a oportunidade de fazer a fila andar. Vicente (Jayme Periard) jogará todo o seu charme para cima dela, até a convidará para tomar um sorvete. A mãe de Rosa (Letícia Colin) ficará nervosa com a situação. Confira.

“Ficou muito bom esse negocinho que o senhor botou nos pés das mesas pra nivelar! Se muda de lugar é só ajustar, não fica nunca cambeta!”, dirá Nice. “Seu Vicente é um craque, entende tudo de restaurante, sabe direitinho o que a gente precisa!”, afirmará Cacau. “São muitos anos de experiência, alguma coisa a gente aprende, dona Cacau! Essa ideia da senhora de botar rodinha no aparador, por exemplo, é muito boa, vou levar comigo!”, explicará Vicente.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Laureta bola plano para evitar prisão de Karola, em Segundo Sol, na Globo

“Ideia de dona Nice, fica mais fácil pra mudar a arrumação aqui do salão em caso de festa, e se a gente quiser servir bufê, é só botar o aparador no meio do salão, com facilidade!”, dirá a irmã de Luzia. “Não é ideia minha, tem tanto móvel com rodinha!”. “Eu vi a senhora no programa de tevê e se me permite e liberdade, a senhora é ainda mais bonita pessoalmente!”, pontuará Vicente.

Nice fica encabulado

“Bondade do senhor, seu Vicente!”, reagirá Nice. “Um dia ainda venho provar sua comida, fiquei curioso com aquele tal molho lambão!”. “Venha quando quiser que será nosso convidado, não é, dona Nice?”, dirá Cacau. “O povo é que é gentil, minha comida nem tem nada de mais, não!”. “Ela não está acostumada a receber elogio, seu Vicente, todo dia é isso, os clientes elogiam e ela fica assim, toda encabulada!”, explicará Cacau.

“Eu soube que a senhora tem um marido muito ciumento, que não queria que viesse trabalhar aqui, deve ser por isso, ele fica mordido com o tanto de elogio que a senhora deve receber!”. “Meu trabalho sempre foi um problema pra Agenor… Por isso que a gente acabou separando”. “Tem pouco tempo isso?”.

“Não tem um mês”, responderá Nice. “Quanto tempo de casado?”, perguntará ele. “Trinta e cinco. Temos duas filhas”. “Também fui casado muito tempo. Cinco filhos. Perdi minha esposa faz um ano”. “Meus sentimentos”. “Fiquei bem uns seis meses sem sair de casa, sem ver ninguém. Mas aí eu entendi que eu tinha que sair, ver gente, seguir com a minha vida…”.

Cacau incentiva Nice

“Sinto a mesma coisa. Tenho que aprender a viver fora da toca, deixar de ser bicho do mato!”. “Sendo assim… e tendo em vista que já deu minha hora de trabalho, eu lhe convido pra tomar um sorvete na sorveteria que abriu aqui do lado, a marcenaria fui eu que fiz, aceita meu convite?”.

“Um outro dia, quem sabe, seu Vicente? Hoje eu combinei de ver minhas filhas”. “Um outro dia, então. Até amanhã, dona Nice. Até amanhã, dona Cacau!”. “Tchau, seu Vicente! Arrebentando corações, hein, dona Nice!?”, falará Cacau. “Quê isso, dona Cacau, o moço tava só sendo gentil!”.

“Pode ter certeza que foi uma cantada! À moda antiga, que seu Vicente é muito respeitador, ficou viúvo faz pouco tempo… reparei na hora que ele ficou interessado na senhora, vi os olhinhos dele brilhando, olhando de esguelha, lhe admirando, é um homem de ouro, dona Nice, faço muito gosto!”.

“Não tou mais com Agenor mas ainda sou casada, dona Cacau, nem penso nisso!”. “Pois devia, tá lindona, inteirona, merece encontrar um homem bom e carinhoso pra lhe encher de amor, de carinho!”. “Vixe! Eu vou ser avó, não tenho mais idade pra essas coisas não! Eu tenho que ir, mas amanhã eu tou de volta!”. “Bom descanso, dona Nice! Sonhe com os anjos e com seu Vicente!”, concluirá Cacau.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio