Segundo Sol: Luzia incentiva Cacau a reatar com Roberval: “Ninguém nasceu pra viver sozinho”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Segundo Sol, na Globo, Luzia (Giovanna Antonelli) superou os desafios e conseguiu provar a sua inocência. Agora, vivendo feliz e planejando o futuro ao lado de sua família, ela encontrará tempo para incentivar sua irmã Cacau (Fabíula Nascimento) a ser feliz também. Para a protagonista, a cozinheira deve dar uma chance para Roberval (Fabrício Boliveira). Confira.

“Eu não tou feliz não, minha irmã, eu tou é explodindo de tanta felicidade, tou tão, mas tão feliz que tou até com medo de ter uma reação alérgica por excesso de felicidade!”. “Finalmente, Zia, finalmente!”, falará Cacau, em tom de comemoração.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Com sangue nos olhos, Laureta atira em Ícaro e Valentim, em Segundo Sol, na Globo

“Você conhece a minha história, sabe do quanto eu penei até conseguir chegar até aqui. E esse tempo todo você tava ali pra mim, do meu lado, e agora no final de tudo ainda me arrumou um aliado valente pra me ajudar nessa guerra contra as diabas Karola e e Laureta”. “Roberval foi muito massa, mesmo”, admitirá a cozinheira.

Ainda nesta cena de Segundo Sol

“Ele fez isso pra conquistar você, pra chamar sua atenção. Roberval ama você, Cacau, e você devia aprender a amar ele. Roberval é o seu homem, é o que eu acho. Ele sempre te quis e continua te querendo…”. “O que Roberval fez comigo naquela igreja tá marcado em ferro e fogo no meu coração pra sempre! Nunca vai sair! Eu tinha traído Roberval com Edgar, e pela segunda vez, eu sei, mas tava ali disposta a apagar isso, a me casar. Nada justifica aquela reação dele, na frente de todo mundo…”.

“Ninguém pode prever como vai reagir a uma dor, a uma decepção. Roberval surtou, pisou na bola, e se arrepende disso, com certeza”. “Zia, eu quero ficar na minha, meu prazer tá no meu trabalho, no meu restaurante, não quero mais fazer ninguém sofrer, nem quero sofrer por causa de amor nenhum”.

“Você fala isso da boca pra fora. Ninguém nasceu pra viver sozinho. Agora que Roberval não é mais rico, perdeu aquela pose de arrogante dele. Tá até mais legal. Se eu fosse você, pensava bem direitinho em voltar a namorar ele. Promete que vai pensar, irmã?”. “Prometo”, concluirá Cacau.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio