Segundo Sol: Luzia e Ícaro avaliam que vício de Manuela é mais grave do que se pensava

Publicado há 2 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Segundo Sol, na Globo, Manuela (Luisa Arraes) não está bem. A moça não quer aceitar a realidade e busca refúgio nas drogas. Isso, além de afetá-la, interfere na vida de todos ao redor. Recentemente, a família toda teve que fazer uma vaquinha para pagar o resgate de um sequestro dela. Um sequestro que ela se voluntariou para ficar no cativeiro. Agora, Luzia (Giovanna Antonelli) e Ícaro (Chay Suede) avaliam que a situação do vício dela é mais grave do que se imaginava. Confira.

“Você não faz ideia do quentinho que deu pro meu coração quando me trouxe ontem pra casa, e da alegria que eu fiquei quando acordei hoje e vi que você dormiu no sofá, de roupa e tudo, pra cuidar de mim!”, falará Luzia. “Você chorou demais, tremia muito, custou pra dormir! Fiquei mesmo com medo que tivesse um treco. Deve ter doído muito o jeito que Manu lhe tratou ontem”, explicará Ícaro.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Laureta decide matar personagem importante em Segundo Sol, na Globo

“Dor que filho causa logo passa, já passou. Já o problema de Manu, pelo contrário, tá longe de ser resolvido, tá muito mais sério do que a gente pensa, ela não conta tudo o que se passa com ela”. “Também acho. Manu tá viciada num grau que tá difícil dela sair disso”, concluirá Ícaro.

Ainda em Segundo Sol

Em Segundo Sol, na Globo, Agenor (Roberto Bomfim) tem se mostrado uma pessoa extremamente difícil. Além de ter atitudes machistas, ele está sempre mal-humorado. Nos próximos capítulos, ele vai repreender fortemente Nice (Kelzy Ecard), que está cozinhando para fora. Para ele, a esposa deve se limitar a cuidar dele e da casa. Confira.

“Eu não tinha lhe proibido de vender quentinha, Nice?”, perguntará. “Tinha, mas…”, tentará dizer. “Você tava proibida de fazer isso e fez! Nem minha mulher me respeita mais!”. “Agenor, eu fiz isso na melhor das intenções!”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio