Segundo Sol: Karola pede ajuda de Remy para colocar Luzia atrás das grades

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Segundo Sol, na Globo, Karola (Deborah Secco) está desesperada para tirar Luzia (Giovanna Antonelli) do caminho. Beto (Emílio Dantas) está disposto a largar a vilã para continuar sua história de amor com a protagonista. Porém, a personagem de Secco ainda tem como trunfo o fato de a mocinha ser uma fugitiva da polícia. Confira.

“Beto contou tudo pra marisqueira, Remy, que ele é Beto Falcão, que ficou em coma, e sabe Deus o quê mais! Teu irmão tá completamente destrambelhado!”, dirá Karola. “É o amor!”, rebaterá Remy. “Amor o escambau! É feitiço, ebó, trabalho daquela filha de uma égua, só pode!”, afirmará a vilã.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Karola desobedece Laureta e vai para Boiporã arrumar barraco com Beto e Luzia, em Segundo Sol

“Ela não vai mais procurar ele, é uma foragida, deve tar se pelando de medo, vai sumir mais uns vinte anos!”, sugerirá Remy. “Quem me garante? A gente tem que dar um jeito de encontrar essa maldita e entregar ela pra polícia, Remy! Me ajuda!”, pedirá.

“Não entendo esse seu pânico dessa mulher… Mesmo que Beto volte pra ela, você é a mãe do herdeiro, tá garantida. Dane-se o resto, Karola!”. “Você não tá me dando ouvidos! Ela é um perigo pra mim, sim! Eu que sei!”. “Então explica!”, falará Remy.

“Já cansei de explicar!! Ela quer me tirar meu marido! Beto me largou por causa dela, você acha pouco?? Eu tô vivendo um inferno cósmico! Além de Beto, Valentim também me abandonou, tô desacreditada pela tua família toda, e ainda por cima essa assombração reaparece pra me atazanar!”.

“Taqui a solução dos seus problemas! Você precisa de um homem como eu, que vá cuidar de você, lhe dar carinho, lhe compreender… esse cara sou eu, Karola!”, sugerirá Remy. “Me poupe!”, rebaterá. “Até dos seus chiliques eu gosto, lhe aguento nervosinha, sei lhe acalmar! Esquece Beto, Luzia, o escambau e fica comigo!”.

“Você quer que além de tudo eu seja tachada de vagabunda assumindo romance com o irmão do meu marido? E justamente o irmão 171? Genial, Remy! Você é realmente genial! Imprestável, imbecil!”. “Como é que você pode ser tão ingrata? Ingrata e insensível, sempre me humilhando… Tô sempre pronto a lhe ajudar, e você só fala em Beto, Beto, Beto o tempo todo… Eu vim aqui hoje pra lhe propor viver comigo, e você só quer saber de afastar essa mulher de meu irmão pra poder voltar pra ele. Sequer considerou a minha proposta! Não para um segundo pra pensar em mim, na minha situação! Não sou gente por acaso? Só voltei pra Salvador por sua causa, sabia?”.

“Também não exagera, Remy! Você veio pra cá fugido de um agiota, isso sim!”. “Você não me leva a sério mesmo. Me faz sentir um rato, sei lá, um inseto, o irmão 171, não é assim que você me chama? Mas é graças a esse 171 aqui que você chegou onde chegou! Quer saber?! Tô indo!”.

“Remy! Não vá embora assim! Você sabe que é o meu cachorrão, o preferido de Karola, sempre foi! Me faz um chamego, vai…”, pedirá. “Você acha que é assim, né? É só me jogar uma conversinha, me dar um mole, que vou cair na sua cama de novo… Beto é pra casar, eu não, só sirvo pra… Chega! Não tô a fim, Karola. Cachorrão aqui tá pedindo pra sair!”. “Remy, espera! Remy!”, concluirá Karola.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio