Segundo Sol: Karola admite erros e decide fazer caridade no sertão

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Segundo Sol, na Globo, Karola (Deborah Secco) tem andado desnorteada, nos últimos tempos. A vilã foi desmascarada e todos já sabem que ela não é mãe biológica de Valentim (Danilo Mesquita). Com isso, ela foi pedir ajuda no orfanato em que foi criada. A megera dirá que quer se tornar uma pessoa melhor e, por isso, aceitará a sugestão de fazer caridade. Confira.

“Irmã Felipa, eu pequei… E eu pequei feio! Eu errei em tudo o que eu fiz na vida!”, dirá Karola. “Minha filha… Deus é pura bondade, é um Pai misericordioso, ele perdoa todos seus filhos que estiverem arrependidos!”. “Eu traí, eu menti, eu enganei quem eu amava…”. “Todo mundo erra nessa vida, minha filha”. “Espera, eu ainda não contei nada. Eu roubei uma criança, Irmã!”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Karola surta e toma banho em praça com moradores de rua, em Segundo Sol, na Globo

“Você roubou uma criança?”. “Meu filho! Que eu criei com todo amor, como se fosse meu… era de outra! Será que Deus me perdoa dessa?”. “Bem… Se esse foi seu maior erro…”. “E tem mais!”. “Mais o que, santo Deus!?”. “Eu fui cúmplice de assassinatos! Eu ajudei a encomendar a morte de pessoas”. “Terminou. Ou tem mais?”, perguntará horrorizada.

Ainda nesta cena de Segundo Sol

“Tem muito mais coisa! Eu já nem me lembro mais de todo mal que eu fiz ao mundo! Eu não presto! Não era pra eu ter vivido, era pra eu ter morrido!”. “Ô, minha caruruzinha! Quanta dor nesse seu coração, quanto sofrimento…”. “Eu preciso recomeçar minha vida, pegando lá do começo! Esquecer tudo que eu vivi! Até meu ruruzinho! Eu preciso renascer! A senhora me ajuda?”.

“Ajudo sim, minha filha! Claro que eu ajudo!”. “Obrigada! Obrigada! Irmã Felipa, deixe eu lhe perguntar uma coisa… a senhora sabe quem era minha mãe, não sabe? Foi a senhora que me recebeu quando ela me trouxe pra cá, não foi? Quem é ela? Eu me lembro só de uma mulher, mas não consigo me lembrar do rosto dela…

“Isso foi há tanto tempo, minha filha… Minha cabeça já não me ajuda, não consigo lembrar direito dessa história…”. “Faça uma força! Alguma coisinha a senhora deve lembrar! Me conte o que você sabe sobre minha mãe! Eu já tive tanto ódio dela pelo que ela fez comigo, mas agora eu sinto que eu sou capaz de perdoar ela! Porque eu mesma já errei tanto ou mais do que ela!”.

“Eu nunca soube quem era sua mãe!”. “Me dê uma luz, Irmã, me diz o que eu tenho que fazer da minha vida!”. “Você precisa de um retiro, filha”. “Um retiro espiritual?”. “Se você quiser, você pode ir pro Sertão do Cariri ajudar as pessoas pobres, numa missão com outras freiras e religiosos. Isso que vai te fazer bem. Eles tão partindo pra lá amanhã. Que você me diz?”. “Eu? Eu acho… acho ótimo!”, concluirá Karola.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio