SBT negocia a volta de Chaves e Chapolin

Meses após "apagão" dos seriados, emissora de Silvio Santos sonham com o retorno

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Fãs dos seriados Chaves e Chapolin estão eufóricos com a informação publicada pelo jornalista Ricardo Feltrin em sua coluna no portal UOl, desta segunda-feira (15), sobre a possibilidade da volta dos humorísticos à grade de programação do SBT.

De acordo com o publicado, emissários da emissora de Silvio Santos estariam em negociação diretamente com a família de Roberto Gómez Bolaños (1929-2014), o criador dos ditos programas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A informação vem ao mesmo tempo em que o produtor Roberto Gómez Fernandez, filho do humorista Bolaños  informou que planeja realizar um longa e uma série sobre os seriados mexicanos Chaves e o Chapolin Colorado.

A informação chega meses depois de todas as atrações criadas por seu pai serem retiradas do ar após uma enorme briga judicial entre a família de Bolaños e a Televisa.

Em entrevista à revista mexicana GQ, Gómez Fernandez contou que a vontade de lançar um filme e uma série dos icônicos personagens surgiram após a estreia de um filme animado do Chapolin. “Estamos trabalhando em paralelo um filme live action. Não pensamos nisso há muito tempo, teremos que fazer todo um processo para ver o tamanho do que se pode fazer”, revelou.

O filho do intérprete de Chaves ainda comentou as dificuldades para se fazer um filme de herói diante da existência de um padrão de filmes criados por Hollywood. “Ao fazer na vida real, não temos certeza se podemos competir com um filme de super-herói americano, que custa 20 milhões de dólares. Mas espero que tenhamos uma produção de qualidade”.

Em tempo

A série mexicana Chaves, que é sucesso no mundo inteiro, está comemorando 36 anos de estreia na TV brasileira. A atração foi ao ar pela primeira vez no SBT no dia 24 de agosto de 1984, dentro do programa TV Powww!.

A criação de Roberto Gómez Bolaños chegou ao país junto com um pacote de novelas que Silvio Santos importou do México. Segundo a biografia de Silvio Santos escrita por Arlindo Silva, a direção do SBT considerou a série tola e mal feita, mas o animador a bancou e mandou exibir.

Desde então, Chaves se tornou uma das marcas registradas da emissora. Com passagens por praticamente todos os horários do canal, a série se destacou sobretudo no horário do almoço, faixa em que era exibida entre as décadas de 1990 e 2000.

A partir de 2005, sua exibição na emissora passou a enfrentar alguns hiatos, com períodos fora do ar, mas sempre voltava para “salvar” algum horário com problemas de audiência.

Em 2018, a série também foi adquirida pela Globosat, que passou a exibir Chaves e Chapolin em ordem cronológica na programação do Multishow.

No entanto, SBT e Multishow tiveram que suspender a exibição da série no Brasil, por conta de um imbróglio envolvendo o Grupo Chespirito, dono dos direitos intelectuais da série, e a Televisa, produtora da série.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio