SBT é condenado pela justiça e terá que indenizar cadeirante em R$ 30 mil após atitude discriminatória

Publicado há um ano
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A 22ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo condenou o SBT a pagar R$ 30 mil de indenização para uma cadeirante que foi convidada para participar do Roda a Roda e que não conseguiu por falta de acessibilidade no local.

De acordo com o site Conjur, a mulher teve que nomear uma outra pessoa para concorrer na atração em seu lugar. O nome da vendedora da marca que patrocina o programa sequer foi citado entre as pessoas que foram sorteadas para estar lá.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O veículo de
comunicação deu a justificativa que por causa das regras de segurança do Corpo
de Bombeiros de São Paulo e da ABNT, a mulher foi impossibilidade de estar no
palco. O relator do processo rebateu a afirmação.

“Empresa de alto padrão no segmento televisivo teria que ter meios de propiciar às pessoas portadoras de necessidades especiais condição para participação no programa dentro de suas limitações naturais”, destacou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio