SBT aposta alto no sucesso de Carinha de Anjo

Publicado há 4 anos
Por Neuber Fischer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

É com um jeitinho doce de ver o mundo que o SBT aposta em sua nova novela, Carinha de Anjo, adaptação da autora Leonor Corrêa, sob supervisão geral da também autora Iris Abravanel e com direção-geral de Ricardo Mantoanelli. A trama continuará a bem sucedida marca da emissora de unir a família brasileira com a estreia que acontece na segunda-feira, dia 21 de novembro, às 8 e meia da noite, no SBT.

Carinha de Anjo é uma novela doce, emocionante, divertida e musical. Crianças e adultos vão se divertir com as aventuras de Dulce Maria e se identificar com as novas famílias que integram essa versão da novela”, afirma Leonor Corrêa sobre a primeira telenovela de sua carreira. “Quem me conhece sabe que escrever sempre foi o meu ofício preferido. Une paixão, prazer, responsabilidade e determinação. O convite de Iris Abravanel foi o melhor presente que recebi nesses 32 anos de carreira e também o maior desafio”, completa a autora.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O SBT lança um novo talento na teledramaturgia, a pequena atriz Lorena Queiroz, de 5 anos de idade. “Fico encantada com o talento, carisma e dedicação dela. Esse é um trabalho que envolve a família da Lorena e todos esses profissionais que acompanham o dia a dia dos ensaios, preparação, bastidores, gravação, até a edição e sonorização final. Ela é mesmo uma carinha de anjo”, elogia a autora Leonor Corrêa. “Precisamos respeitar seus limites e ao mesmo tempo explorar o que ela tem de melhor: a espontaneidade. Agora que ela está super adaptada, se revelou uma atriz criativa e que tem sempre uma frase ou ação para agregar nas cenas. Isso é mágico e contagiante”, revela o diretor Ricardo Mantoanelli. “Dulce Maria exigia que a atriz reunisse uma série de qualidades que iam além do carisma, pois exigia maturidade, sem que isso a fizesse perder a criança que ela é. Encontramos isso na Lorena”, garante a diretora de elenco da trama, Márcia Ítalo, sobre a escolha de Lorena Queiroz.

Sobre ter uma estrela internacional no elenco, que é a atriz e cantora mexicana Lucero, a equipe da novela elogia o desempenho da interprete de Tereza e conta como foi o processo de adaptação para essa personagem. “Quando o diretor de Planejamento Artístico e Criação do SBT, Fernando Pelegio, sugeriu o nome de Lucero, ficamos todos muito empolgados, já que a atriz é querida do público brasileiro. A Lucero fala bem o português, mas é claro que o perfil de Tereza foi adaptado. A personagem nasceu no México, mas foi criada no Brasil”, conta Leonor. “É um privilégio trabalhar com ela. De cara virou uma espécie de madrinha do elenco e equipe. É doce, ativa, atenta a direção e possui energia de criança. Por isso foi imediata a química entre ela e Lorena”, elogia Mantoanelli.

As questões ligadas ao universo tecnológico também serão incluídas na nova novela do SBT, mas isso não significa apenas inserir na história celulares e outras parafernálias tecnológicas. A preocupação principal é a de resgatar valores familiares com dose de magia. O núcleo da personagem Juju Almeida será conhecido como família conectada e é nele aonde estarão mais presentes as câmeras, os celulares e um pouco de ousadia com a linguagem em função da narrativa da web.

“Essa é uma novela para a família. Posso garantir que crianças, jovens, adultos e idosos vão se identificar com os personagens. Ser atual, não necessariamente é ser exclusivamente tecnológico, conectado. As famílias são construídas com os ensinamentos dos mais velhos e com a vivência na modernidade. Carinha de Anjo une o passado, o presente e o futuro”, conta a autora Leonor Corrêa.

A trama apresenta elementos tecnológicos para a produção das cenas, como na captação de algumas imagens utilizando a tecnologia 4K, assim como já aconteceu em alguns videoclipes da novela antecessora, Cúmplices de Um Resgate, escrita pela autora Iris Abravanel. “Usamos imagens de drone com captação 4K para localizar a cidade de Doce Horizonte, inspirada em um município de 500 mil habitantes do interior paulista. As cenas dos sonhos de Dulce Maria e sua mãe, Tereza, também mereceram um tratamento especial na luz, cenografia e pós-produção com efeitos especiais”, explica Ricardo Mantoanelli.

As cenas de Carinha de Anjo são gravadas nos estúdios 7 e 8, também na cidade cenográfica do CDT Anhanguera e em locações externas. “A cidade cenográfica será um bairro da Doce Horizonte. Lá encontraremos a praça, a delegacia e o comércio. Diversão, fofoca, emoção, conflitos e comida boa não vão faltar nesse novo ponto de encontro da cidade”, adianta o diretor. Ricardo Mantoanelli ainda comenta sobre as externas: “As externas são sempre mais complexas por conta dos deslocamentos, logística, condições meteorológicas e até da posição do sol. Tivemos a sorte de encontrar a locação ideal para o coração da trama, que é o internato de Doce Horizonte”.

A construção de toda parte cenográfica da novela, que envolveu dezenas de profissionais, foi elaborada para traduzir a visão subjetiva, idealizada e inocente de Dulce Maria sobre o mundo e sua vida em Doce Horizonte: “Buscamos dar um candy accent para a novela. O desafio é contar uma história triste de forma leve, divertida e doce, assim como é Dulce Maria”, explica a diretora de arte e cenografia do SBT, Paula Utimura. A arquitetura moderna da cobertura de Gustavo possui uma decoração de ambiente que mescla elementos clássicos, contemporâneos e objetos que o personagem teria trazido de suas viagens por rotas de café ao redor do mundo. Já o apartamento de Rosana é colorido e recheado de símbolos que contam sobre seu estilo de vida sobre rodas (triciclo). O quarto das crianças refletem o universo delas, como o da adolescente Juju Almeida, que está equipado com o seu computador, e o de seu irmão caçula, Emílio, que possui uma cama em forma de dinossauro. “As cores (candy color) são mais suaves em sua maioria, a cidade cenográfica dá vontade de comer. Porém, procuramos manter certo realismo”, resume Paula ao falar da proposta cenográfica. Além da estética, como o elenco de Carinha de Anjo é muito jovem, houve ainda o cuidado com a segurança no acabamento do cenário: “Todas as quinas e cantos são arredondados, louças plásticas, eliminamos tapetes para evitar escorregões, além dos cuidados com os alimentos de cena com as crianças que possuem alguma restrição alimentar”, finaliza a diretora Paula.

As diretoras de figurino, Cristiane Cândido e Jeane Figueiredo, contam que para elaboração do figurino de Carinha de Anjo, que conta com cerca de 5 mil itens, buscaram referências dentro do universo infantil ao pesquisarem sobre brinquedos e brincadeiras atuais para crianças de até 5 anos de idade, além de se aprofundarem nos anos em que o uso de uniforme era comum aos pequeninos. “Como também temos um núcleo adolescente, observamos todo esse universo. Usamos como referência séries de TV, filmes, jogos, blogueiros e, claro, o mundo dos youtubers”, completa Jeane. Os figurinos dos personagens terão flores e xadrezes, uma mistura de estampa e tons de rosa ao roxo, que é uma forte tendência no universo da moda. Como no uniforme das freiras e noviças, onde foi escolhido o marinho e o lilás: “Vamos deixar o universo leve e também lúdico”, revela Cristiane. As crianças do internato terão três uniformes, com acessórios diferentes. O figurino conta ainda com 25 modelos de perucas diferentes para a personagem Tia Perucas. “São exatamente da mesma cor das roupas e acessórios usados no look. Somente um tom por look. Chegamos as cores utilizadas em uma pesquisa sobre as cores, quentes e alegres, que mais agradam as crianças”, conclui Jeane Figueiredo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio