SBT adia novela inédita e prepara clássico mexicano para elevar a audiência

Publicado há um ano
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Para o mês de novembro o SBT prepara uma surpresa para os fãs das produções mexicanas, exibidas na sessão Novelas da Tarde. Trata-se de um grande clássico da teledramaturgia latina, já exibida pelo canal. O novo-velho título da Televisa será a substituta da inédita A Que Não Podia Amar, que já caminha para a reta final na grade da emissora. A reprise, assegura nossa fonte, ainda não está definida.

O Observatório da Televisão apurou que a ideia de reapresentar mais uma novela mexicana, é justamente melhorar os índices de audiência no horário, já que Milagres de Nossa Senhora e Abismo de Paixão não manteram os números da antecessora, A Dona. Com isso, a estreia das inéditas Cuando Me Enamoro (Quando me Apaixono) e Sin Tu Mirada (Sem Teu Olhar) foram adiadas para 2020.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Esses são os dois únicos títulos que o SBT mantém dubladas, na gaveta. Antes disso, nenhuma outra produção tomará frente. O contrato do SBT com a Televisa vai até o final de 2021, e sim, será renovado por mais alguns anos, disse a fonte. A novela A Que Não Podia Amar estreou sob grandes expectativas no mês de abril e não frustou em relação a números e repercussão.

Protagonizada por Ana Brenda Contreras e Jorge Salinas, o folhetim tem se mantido com oito pontos de média, número este, não ruim para o SBT, mas que de acordo apurado, pode ser ainda melhor. Isto explica o adiamento de Cuando Me Enamoro. Estrear uma inédita no final de ano, seria, dentro da visão estratégica, um risco para a audiência. É bom salientar, que, tanto a TV Globo quanto a própria Record TV resolveram resgatar seus trunfos: Avenida Brasil e A Escrava Isaura para o horário vespertino.

Fábrica de Sueños

A Televisa estreou no mês de agosto o projeto Fábrica de Sueños, que reviverá doze grandes clássicos de sua dramaturgia. O pontapé inicial foi com La Usurpadora, e, já na segunda (7), a emissora estreará Cuna de Lobos. As produções tem formato de série em 25 capítulos e mantém apenas espinha dorsal das versões originais. Apuramos que o SBT não investirá nessas histórias, tendo em vista que todas elas entrarão em plataformas alternativas como Amazon Prime e Netflix. “É necessário programar e saber o que será usado durante o ano. Não se pode sair dublando novelas a torto e a direito. Existe um orçamento para isso“, informou a fonte.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais