maria santa

Santinha da primeira Renascer, Patrícia França lamenta falta de espaço na TV: “Os convites não têm aparecido”

Seu trabalho mais recente na TV foi em Gênesis

Publicado em 03/02/2024

Patrícia França foi destaque na primeira fase da versão original de Renascer (1993) na pele de Maria Santa. Em entrevista a coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, a atriz, que tinha 19 anos na época, conta que tem vontade de voltar a atuar em novelas, mas lamentou a falta de convites.

A vontade [de voltar às novelas] existe, mas não existe a escalação“, opinou a atriz. “Eu quero os bons papéis. Se eles não estão chegando, se o universo não está corroborando para que os bons papéis cheguem na minha vida, prefiro ficar quietinha no meu lugar”, completou.

Após o sucesso de Maria Santa em Renascer, Patrícia viveu a protagonista  de Sonho Meu (1993), na faixa das seis na Globo. Ela também esteve em Salsa e Merengue (1996) e Suave Veneno (1999). Nos anos 2000, fez A Padroeira (2001) e Chocolate com Pimenta (2003).

Seu trabalho mais recente na TV foi em Gênesis (2021), da Record. “Fiz coisas maravilhosas na televisão brasileira. Quantas atrizes tiveram o privilégio que eu tive? Sou muito grata. E, sendo honesta, os convites não têm aparecido”, lamentou.

Questionada se aceitaria participar do elenco do remake, Patrícia disse: “Os papéis interessantes já estão todos escalados. Não vejo lugar para mim, mas estou muito feliz de ter feito [a primeira versão] e acho muito bacana que as pessoas, depois de mais de 30 anos, ainda se lembrem de mim como Maria Santa.”

Apesar disso, Patrícia planeja voltar aos cinemas. No ano passado, ela esteve no elenco do filme infantojuvenil Princesa Adormecida. “Adorei fazer.” A atriz também tem um projeto para participar de um musical, mas os detalhes estão sendo mantidos em segredo.

Eu tenho minhas coisas fora da televisão. Queria voltar a fazer televisão, sim, porque eu gosto, e o veículo gosta de mim. Então, acho que seria muito bacana. Mas pra fazer uma coisa legal, uma coisa que me deixe feliz.”

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade