Saiba se o radialista Juca Pirama está mesmo morto em O Salvador da Pátria

Picareta e falso moralista, personagem deixou de aparecer no capítulo 15, mas não sumiu da trama

Publicado em 03/11/2021 12:35
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mais de 30 anos depois de sua exibição original, a novela O Salvador da Pátria vem chamando a atenção mais uma vez em sua reprise, que o Canal Viva exibe de segunda a sábado, às 14h15 e também à 0h30 até o próximo dia 13 de novembro. Entre muitos conflitos e mistérios do enredo criado por Lauro César Muniz, um se sobressai: Juca Pirama (Luís Gustavo) está mesmo morto?

No capítulo 15, originalmente exibido em 24 de janeiro de 1989, o radialista picareta e a jovem Marlene (Tássia Camargo) são assassinados na casa em que ela morava com o marido, o boia-fria Sassá Mutema (Lima Duarte). Este é o maior suspeito do crime, devido ao aspecto de “defesa da honra” que aparentemente há.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mas os grandes caciques políticos locais, como Severo Toledo Blanco (Francisco Cuoco) e Marina Sintra (Betty Faria), bem como o velho fazendeiro Quinzote (Mário Lago), também poderiam estar por trás do duplo assassinato, nem que o de Marlene fosse apenas para desviar a atenção da polícia.

Mais ou menos cem capítulos depois de morto, Juca Pirama ressurge na vida dos habitantes de Tangará. Sua voz volta a ser ouvida, por meio de uma transmissão de rádio pirata, e Juca passa a influenciar a vida do irmão, João Mattos (José Wilker), e de Sassá, a essa altura já prefeito do município. Além de perturbar todos os interessados em mantê-lo morto.

Mas, afinal, Juca Pirama está mesmo morto, ou reaparece vivo para mudar todo o jogo político da região e atrapalhar os planos da organização de tráfico de drogas? O desfecho de O Salvador da Pátria revela que sim, o radialista de fato morreu assassinado, junto com Marlene, no início da história.

A voz que todos ouviram é de um imitador contratado pela organização, e o mesmo vale para o sósia que surge algumas vezes em cena, visto de longe, para dar a impressão a alguns dos personagens de terem visto Juca Pirama vivo.

Tudo é revelado quando Sassá, Severo, Marina, entre outros, são convocados a um encontro com Juca Pirama, a fim de desvendar o mistério. Quem surge é Bárbara (Lúcia Veríssimo), a líder da organização, que declara ter se divertido bastante manipulando a todos e fingindo ser o falso moralista Juca Pirama.

O Salvador da Pátria será substituída em suas faixas de horário por Amor Com Amor se Paga, de Ivani Ribeiro. Exibida originalmente às 18h em 1984, a novela conta com Ary Fontoura, Yoná Magalhães, Carlos Eduardo Dolabella, Edson Celulari, Cláudia Ohana, Fernando Torres, Milton Moraes, Mayara Magri e Mateus Carrieri nos papéis centrais.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio