Saiba quem foi José Bonifácio, o grande entusiasta da Independência

Nascido em Santos, o professor e filósofo foi peça-chave para a Independência do Brasil

Publicado há 7 dias
Por Arthur Pazin
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos últimos capítulos de  Novo Mundo, na TV Globo, José Bonifácio (Felipe Camargo) chegou e assumiu o cargo de Ministro do Reino e de Estrangeiros., com a missão de ajudar Dom Pedro (Caio Castro) com a crise política no País.

O personagem é inspirado em José Bonifácio de Andrada e Silva, figura real da História, eternizado como o grande entusiasta da Independência do Brasil.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Naturalista, estadista e poeta luso-brasileiro, o Patrono da Independência ganhou adaptações na trama de Alessandro Marson e Thereza Falcão, como uma relação mais íntima, de romance, entre ele e Leopoldina (Letícia Colin), que acontecerá nos próximos capítulos, fato que, segundo os relatos, não ocorreu na vida real.

José Bonifácio (Felipe Camargo) e Leopoldina (Letícia Colin) em Novo Mundo (Foto: Reprodução/TV Globo)

Confira a trajetória de José Bonifácio

Nascido em Santos, em 1763, Bonifácio estudou francês, lógica, retórica e metafísica. Depois de concluir os estudos, mudou-se para Portugal, onde foi matriculado na Faculdade de Direito de Coimbra e passou a frequentar os cursos de Filosofia e Matemática.

Especializado em mineralogia, ao longo de sua carreira se tornou membro das academias científicas da Alemanha, Áustria, Inglaterra, Suécia e Escócia. Foi nesse período que conheceu e se casou com Narcisa Emília O’Leary (interpretada no folhetim por Márcia Cabrita), com quem posteriormente teve três filhas.

José Bonifácio de Andrada e Silva (Foto: Divulgação)

Em 1800, ele retornou a Portugal para dar aulas em Coimbra. Com a fuga da família real para o Brasil, se tornou um dos líderes do movimento clandestino de libertação do país, o Corpo Voluntário Acadêmico, e entrou para a Maçonaria.

No Brasil, ele chegou em 1817, aos 54 anos, trazendo toda sua família na ocasião da Revolução de Pernambuco e assumiu a vice-presidência da Junta Governativa – decreto que estabelecia que as províncias brasileiras fossem governadas por um grupo provisório.

Com a ordem de Portugal para o retorno de Dom Pedro, Bonifácio foi peça importante para convencer o príncipe a ficar e o incentivou à independência do País.

“Como é para o bem de todos e felicidade geral da nação, estou pronto: diga ao povo que fico”, afirmou Dom Pedro após concordar com o político. Como ministro, lidou com desafios ligados à Maçonaria, à Constituinte do Brasil e ao embargo de armas no País.

Após a independência, Bonifácio perdeu a confiança na Assembleia Constituinte e influenciado por Domitila de Castro (Ágatha Moreira na trama global), Dom Pedro o demitiu.

No entanto, ele seguiu na Corte apoiando seu irmão, o deputado Antônio Carlos, um dos autores que redigia a Constituição daquela época. Ao longo do governo, Bonifácio foi preso e deportado e se exilou no sul da França.

Com a abdicação de Dom Pedro, foi Bonifácio quem se tornou o tutor legal de seus filhos. Dois anos depois, ele foi acusado de tentar promover a volta do ex-imperador, o que resultou em sua prisão e extradição para a ilha de Paquetá.

Meses depois, Bonifácio foi absolvido e passou a residir em Niterói, onde morreu em 1838.

Mais Informações, curiosidades, sinopse, personagens e o resumo diário e atualizado dos capítulos da novela Novo Mundo

Confira o resumo dos capítulos das outras novelas da TV Globo, SBT, Record TV e Band

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais