Roberto Cabrini retorna à realidade drástica do Viaduto do Chá em reportagem do Conexão Repórter

Publicado há 2 anos
Por Greicehelen Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No Conexão Repórter desta segunda-feira (01), Roberto
Cabrini
 retorna à realidade drástica do Viaduto do Chá, em São
Paulo. Há quatro anos o programa mostrou a violência, o abandono e a morte de
crianças e adolescentes que tentavam sobreviver no local. A atração começa às
23h45, logo após o Programa do Ratinho, no SBT.

O jornalista vai em busca destes
jovens para constatar quantos conseguiram contrariar as adversidades, vencer a
brutalidade do relento na selva de pedra e registrar como está a situação deles
na atualidade. O telespectador vai ver como está a menina de 16 anos, que foi
uma espécie de fio condutor para contar os dramas humanos ali existentes,
agora, aos 20 anos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ketelyn conta a Cabrini
como driblou um destino de drogas e violência e, hoje, se dá o direito de
sonhar. O jornalístico também mostra como as vigas do viaduto acolhem fugitivos
do preconceito, como no caso de Nataly e Manuela.

Ambas com 20 anos, elas vivem uma história de amor homossexual não aceita por suas famílias. Cabrini fala ainda com Ana Paula, que atuava como uma protetora desses jovens. Ela conta como a reportagem feita pelo Conexão Repórter teve um papel importante nas mudanças que ocorreram depois em sua vida.

Roberto Cabrini no Conexão Repórter (Foto: Divulgação/ SBT)
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio