Repórter da Record TV é ameaçado de morte ao vivo

Publicado há 2 anos
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A edição capixaba do programa Cidade Alerta foi palco de uma cena bastante insólita na edição da última quinta-feira (30). O repórter Waslley Leite fazia um link ao vivo sobre a falta de segurança no bairro de Santos Dumont, localizado na periferia de Vitória, capital do estado.

“Boa noite pra quem tá em casa. Nós estamos na parte baixa aqui do morro. Nós não vimos por enquanto nenhuma viatura da PM circulando aqui pela região”, enunciou o repórter. Nesse momento, um carro surgido da parte de cima da rua parou diante do jornalista e do cinegrafista Patrick Loureiro, fazendo-lhes ameaças para que parassem de filmar.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Sai, sai! Senão vou matar ‘vocês tudo’! Desliga a câmera! Desliga a câmera!”, exigiu o agressor. “Calma, estamos desligando…”, respondeu Leite, encerrando bruscamente o VT. “Que situação, Wasley! Tá vendo aí? O negócio não tá fácil pro lado de lá não, viu? Eu falei!”, comentou o apresentador da atração, lamentando o ocorrido.

Na noite do mesmo dia, a Rede Vitória, afiliada da Record TV no Espírito Santo, emitiu um parecer oficial sobre o incidente. “A Rede Vitória de Comunicação informa que, durante a exibição do programa Cidade Alerta Espírito Santo, da TV Vitória/Record TV, nesta quinta-feira (30), uma equipe de reportagem foi hostilizada por supostos criminosos nas imediações do bairro Santos Dumont, em Vitória. A Rede Vitória informa que os profissionais estão bem e que as devidas providências já estão sendo tomadas.”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio