Repórter da Globo é acusada de sensacionalismo em cobertura de tragédia em Brumadinho

Publicado há 2 anos
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A tragédia acontecida ontem (sexta-feira, 25) em Brumadinho, interior de Minas Gerais, segue dando o que falar – não só em torno do episódio em si, mas também da forma como o caso tem sido abordado pelos noticiários de televisão. A repórter global Isabela Scalabrini, por exemplo, foi alvo de duras críticas pela forma como conduziu algumas matérias sobre o assunto.

Nas redes sociais, muitos internautas reprovaram a forma como a jornalista abordava parentes de vítimas que iam buscar informações no Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte, com perguntas insistentes e pouco sensíveis ao momento difícil que seus interlocutores estavam passando. Os links foram exibidos dentro do Jornal Hoje e também durante os plantões do canal pago GloboNews.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Vergonha nacional no Jornal Hoje, da Globo. A Isabela Scalabrini querendo entrevistar uma família no exato momento em que essa transmitia à polícia as características do parente desaparecido. Absurdo, oportunista e desnecessário”, detonou um telespectador, em publicação no microblog Twitter.

“Alguém na Globo Minas que tenha cabeça, mandem a Isabela Scalabrini pra casa. Está fora de controle, assediando e aterrorizando as pessoas envolvidas na tragédia”, reclamou outro, ainda mais incisivo.

Um terceiro, ainda, questionou a própria postura das autoridades, ao permitir que a repórter global abordasse os cidadãos num espaço especialmente reservado à troca de informações sobre as pessoas atingidas pelo desastre. “Como é que a Polícia Civil deixa imprensa trabalhar dentro da sala de atendimento aos familiares e amigos das vítimas? Desculpa, Globo, mas não dá pra te defender dessa vez. A falta de sensibilidade na abordagem da Isabela Scalabrini está feia demais”, reclamou.

‘Malhada na web’

Veja outros tweets sobre o assunto:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais