Repeteco do Globoplay, A Favorita ganha status de inédita na web

Termo mais pesquisado da reprise da trama de João Emanuel Carneiro na web é para descobrir a verdadeira assassina do folhetim

Publicado há 4 meses
Por Arthur Pazin
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Doze anos após sua exibição, às 21h, na TV Globo, a novela A Favorita, estreia de João Emanuel Carneiro no horário nobre, tem feito sucesso desde que voltou ao ar, em maio,  no catálogo do Globoplay.

Com um início misterioso, a trama, que deixa o telespectador em dúvida, nos primeiros capítulos, sobre a verdadeira assassina de Marcelo Fontini (Flávio Tolezani), tem surpreendido no aumento de buscas do Google e deixa claro que conquistou novos públicos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Prova disso é o aumento do termo “quem era a vilã de ‘A favorita’?”, que cresceu mais de 5000% nos últimos 30 dias, o que indica que boa parte de quem está procurando informações sobre a novela não se lembra ou não sabe que Flora (Patrícia Pilar) é a grande vilã do folhetim.

Em geral, o interesse do público pela novela na web cresceu 120% na semana após sua chegada ao streaming e os personagens mais buscados pelos internautas são Flora, Donatela, Marcelo, Lara e Mariana.

Usuários das redes sociais têm repercutido a trama na web, contando sobre a experiência de assistir ao enredo pela primeira vez. Confira:

Enquanto isso, outros internautas, que acompanharam a produção em 2008, compartilharam comentando sobre a sensação de conseguir enxergar o início da trama sob outra ótica. Veja:

A estreia de A Favorita na plataforma marcou a entrada de novelas clássicas a cada duas semanas, sempre às segundas-feiras.

Depois do folhetim de João Emanuel Carneiro, o serviço já disponibilizou Tieta, de Aguinaldo Silva. As próximas quatro estreias serão Explode Coração (1995/96), Estrela-guia (2001), Vale Tudo (1988) e Laços de Família (2000/01).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais