Renata Vasconcellos fala sobre trabalho na pandemia e solta a voz no Altas Horas

A jornalista cantou um trecho de Amarelo, do cantor Emicida

Publicado há 4 meses
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Começando um processo de adaptação por conta da pandemia de coronavírus, Serginho Groiman recebeu convidados especiais no Altas Horas na noite deste sábado (11). A ancora do Jornal Nacional, Renata Vasconcellos conversou com o apresentador por vídeo chamada.

A princípio, Renata começou falando sobre como se interessou pela carreira de jornalista e revelou que começou na TV Globo, onde está fazendo 20 anos de carreira. Logo depois, ela assistiu imagens de seu começo na TV e ressaltou as mudanças que sofreu ao longo do tempo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Serginho ainda falou sobre a importância do jornalismo em meio a pandemia, aproveitando para questionar o cotidiano de trabalho de Renata. “Talvez tenha mudado um pouco, o ritmo de trabalho está um pouco mais intenso. Amigos que são mais velhos ou grupo de risco foram afastados, então estamos com equipe reduzida”, disse.

Renata Vasconcellos ainda surpreendeu ao escolher uma música do arquivo do Altas Horas. A jornalista pediu a exibição Amarelo, do cantor Emicida em parceria com Majur e Pabblo Vittar e ainda cantou um trecho da canção. “Tem um apelo assim… um grito de dor, pelos excluídos, mas ao mesmo de força…”, afirmou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais