Relembre as novelas que tiveram tramas políticas

Publicado há 4 anos
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

As novelas estão repletas de personagens e histórias envolvendo política. O assunto que se tornou um dos mais comentados na última semana também tem espaço garantido na ficção, e por lá as coisas não acontecem tão diferente, afinal a arte imita a vida.

Globo engana o público de Os Dias Eram Assim duas vezes

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Fizemos uma lista de novelas que tinham a política como tema. Relembre algumas:

Porcina e Sinhozinho Malta (Divulgação)

Roque Santeiro

Roque Santeiro (1985) não era uma novela política, mas sua trama girava em torno da cidade de Asa Branca, cujo prefeito Florindo Abelha, popularmente conhecido como Seu Flô se beneficiava da figura de Roque, um falso herói da cidade considerado santo após lutar com um bandido. As pretensões política de Seu Flô eram apoiadas pelo chefe político local Sinhozinho Malta (Lima Duarte).

Protagonizada por Betty Faria, a trama conquistou o Brasil por conta de seus personagens, costumes, bordões, figurinos e trilha sonora. (Divulgação)

Tieta

Ascânio (Reginaldo Faria) era o prefeito da cidade de Santana do Agreste em Tieta (1989) e pretendia levar uma hidrelétrica para o local. Com a volta da protagonista considerada rica, o chefe político local Coronel (Ary Fontoura) o pressiona para que tentar fazer com que ela banque financeiramente o projeto.

Rei do Gado (Divulgação)

Rei do Gado

A novela Rei do Gado (1996) apresentou em sua trama elementos políticos sobre a posse de terras produtivas após um grupo de sem-terra invadirem uma das fazendo do protagonista Bruno Mezenga. Roberto Caxias (Carlos Vereza), melhor amigo de Bruno, o senador honesto e dedicado luta das minorias, ao longo da trama passa a lutar ao lado do sem-terra pela reforma agrária do Brasil.

Romildo Rosa em A Favorita (Divulgação/ TV Globo)

A Favorita

Em A Favorita (2008) uma trama política se desenvolvia longe das protagonistas da história. Romildo Rosa (Milton Gonçalves), um famoso deputado paulistano havia construído sua fortuna com o dinheiro do tráfico armas. O político que se fazia de assistencialista era constantemente chantageado pela filha, Alicia (Tais Araújo) que sabia de todos os seus esquemas.

Felix Guerreiro e Adma em Porto dos Milagres (Divulgação/ TV Globo)

 Porto dos Milagres

Em Porto do Milagres (2001) um enredo político tinha forte apelo na trama. A oposição entre o prefeito da cidade Félix Guerreiro (Antonio Fagundes) e o pescador Guma que decide criar uma cooperativa de pescadores para se livrar da exploração comercial sobre os pescados instituídas pelo prefeito.
Saramandaia

Na segunda versão de Saramandaia (2012), a trama principal se deu em torno de uma antiga disputa política entre duas famílias: Rosado e Vilar. Existe na cidade um plebiscito que mudaria o nome local de Bole-Bole para Saramandaia, mas o ex-prefeito Zico Rosado (José Mayer) se  mostra contra temendo perder influências políticas e comerciais.

Demostenes em Fera Ferida (Divulgação/ TV Globo)

Fera Ferida

Passada na cidade de Tubiacanga, Fera Ferida (1993) mostrou uma briga política entre o prefeito da cidade, Demóstenes (José Wilker) e Numa Pompílio (Hugo Carnava), cuja esposa tinha um caso com o rival.

Sassá Mutema em O Salvador da Pátria (Divulgação/ TV Globo)

O Salvador da Pátria

Salvador da Pátria (1989) foi uma novela marcada por políticos corruptos, desde o personagem âncora da história, o deputado federal Severo (Francisco Cuoco) que para abafar seu relacionamento extraconjugal decide casar sua amante com o bóia-fria Sassá Mutema (Lima Duarte) que mais tarde é alavancado a carreira política conquistando popularidade.

O Bem Amado (Divulgação/ TV Globo)

O Bem Amado

A novela O Bem Amado (1973) tinha como personagem principal o corrupto prefeito Odorico Paraguaçu (Paulo Gracindo) que deseja tenta conquistar votos para sua reeleição construindo um cemitério na cidade de Sucupira. A cidade que não possuía um cemitério enterrava seus mortos em outras cidades. Para fazer com que haja mortes na cidade, e ele consiga convencer a população da viabilidade do seu projeto ele leva para a cidade o matador Zeca Diabo (Lima Duarte)
Senhora do Destino 

Em Senhora do Destino (2004), Reginaldo (Eduardo Moscóvis) era o filho mais velho da protagonista Maria do Carmo (Susana Vieira), e junto com sua amante Viviane (Letícia Spiller), o vereador planeja tornar-se prefeito de Vila São Miguel, bairro da baixada fluminense assim que o lugar for emancipado.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio