Relembre Agora É Que São Elas, novela que teve problemas com audiência e crítica

Publicado há 4 anos
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Você se lembra da cidade de Bocaiúvas? E São Francisco das Formigas? O Vale a Pena de hoje dará um passeio pelo ano de 2003 para relembrar a novela Agora É Que São Elas. Escrita por Ricardo Linhares, a novela das 18 horas substituiu Sabor da Paixão e tinha como título provisório Cidade das Mulheres, sendo trocado posteriormente. Com chamadas coloridas e alegres, a trama prometia uma estrutura mais jovem que sua antecessora na tentativa de fisgar de volta o público de Coração de Estudante. O enredo principal girava em torno do prefeito Juca Tigre (Miguel Falabella) e seu descaso com a população de São Franscisco das Formigas, distrito rural da cidade de Bocaiúvas, que era mantido exclusivamente pelo trabalho artesanal das mulheres que lá moravam. Devido à falta de emprego para os homens da região, houve uma inversão de papéis onde eles deveriam cuidar do lar e afazeres domésticos enquanto elas iriam buscar o sustento de suas famílias.

Miguel Falabella como Juca Tigre logo após ficar roxo (Reprodução)

Leo (Debora Falabella) lidera as artesãs da cidadezinha na criação de uma cooperativa de trabalho, para que as peças em couro produzidas por elas fossem mais facilmente comercializadas na região, fazendo com que São Francisco das Formigas fosse economicamente forte para emancipar-se de Bocaiúvas. O prefeito Juca Tigre que até então aprovava a iniciativa das mulheres formiguenses (afinal ele conseguia vender todo o couro produzido nos abatedouros do qual era dono para as trabalhadoras rurais) passa a temer a emancipação e declara guerra à Leo, motivado principalmente por acontecimentos do passado. A mãe de Leo, Antônia (Vera Fischer) o havia abandonado no altar sem qualquer explicação 25 anos antes, e ele lhe jurou vingança. Suas atitudes vilanescas e desajeitadas não prejudicavam apenas Antônia e sim à toda comunidade que chegou a sofrer com falta de energia elétrica, saneamento, censura nos veículos de comunicação do qual Juca era dono, passando até mesmo por um terremoto devido à frágil tubulação subterrânea de esgoto.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Debora Falabella como Leo em Agora É Que São Elas (Divulgação/ TV Globo)

A novela marcava de forma divertida o empoderamento feminino, com mulheres fortes ocupando posições de poder e quebrando uma hierarquia predominantemente masculina. A história que deveria ter um maior foco político perdeu força para que fossem resolvidos os embates entre Juca Tigre e Antônia. Miguel Falabella não temeu inclusive repetir a parceria com Marisa Orth (após 6 anos de Sai de Baixo), que interpretava sua esposa, Van Van. Joana Fomm foi escalada às pressas para viver a personagem Dinorá, papel de seria de Neuza Borges que se acidentou ao cair de um carro alegórico, o que a impossibilitou de gravar a novela. Dinorá tinha duas filhas interpretadas pelas estreantes Ildi Silva e Preta Gil. A novela também marcou a estréia de Karina Bacchi em novelas como Pâmela, uma personagem regular (antes ela havia atuado no seriado Sandy & Junior como participação especial).

Francisca Queiróz viveu Sol, a filha de Juca que se apaixonava por um funcionário do pai, Pedro (Maurício Mattar) que no início da trama era namorado de Leo,que por sua vez se apaixonou por Vitório (Paulo Vilhena) irmão de Sol. Sol, herdou do pai o temperamento agressivo e o dom para os negócios, mas machista, ele se opunha a deixa-la no comando de suas empresas gerando a revolta da moça que se sentia mais preparada que seu irmão para administrar as propriedades da família.

Preta Gil, Ildi Silva e Thiago Fragoso em Agora É que São Elas (Divulgação/ TV Globo)

A novela sofreu em seu início com a baixa audiência (24 pontos, quando a média ideal para a direção da emissora era 30 pontos) e se recuperou (chegando a marcar 36 pontos de média na reta final) após os autores mudarem o tom do personagem Juca Tigre, que assumiu seu amor por Antônia. Vera Fischer destoava um pouco do papel de mulher comum, e figura de força dentro da comunidade, sendo apagada por Débora Falabella, que praticamente assumiu o protagonismo da trama ao lado de Paulo Vilhena. Agora é Que São Elas durou apenas 5 meses.

Uma cena inesquecível: Juca Tigre roxo após ter contraído uma estranha infecção por ter entrado em contato com a água contaminada de São Francisco das Formigas.
A música de abertura da novela “Já É”, cantada por Lulu Santos fez um grande sucesso, e ganhou um videoclipe que simulava um episódio do seriado As Panteras.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio