Relacionamento gay de Ti-ti-ti é elogiado: “Com respeito e sem estereótipos”

Volta do folhetim gerou repercussão entre os internautas

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta segunda-feira (29), a Globo reestreou a novela Ti-ti-ti, que vai ocupar o Vale a Pena Ver de Novo pelos próximos meses. A volta do folhetim à programação da emissora gerou repercussão nas redes sociais. Entre os internautas, as reações foram bastante positivas.

Não faltaram elogios a abordagem dada ao relacionamento homoafetivo dos personagens Osmar e Julinho, vividos pelos atores Gustavo Leão e André Arteche, respectivamente. “Casal gay retratado com respeito e sem estereótipos!!! Ótimo ponto para os autores!!!”, escreveu um internauta. 

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Osmar e Julinho era tudo, véi! Sofro que durou só uma semana o casal”, lamentou outro, já que Osmar morre no terceiro capítulo da trama, após um acidente de carro.

“Descobri recentemente que Osmar é hetero na versão original e tem uma namorada, que também morre no acidente. A Marcela, então, toma a identidade da moça para si, cumprindo o papel de vilã… Que bom que no remake fizeram diferente. #TITITI”, opinou um terceiro, referindo-se a adaptação da história.

O folhetim foi ao ar originalmente entre julho de 2010 e março de 2011, em 209 capítulos. A autoria é de Maria Adelaide Amaral, baseada em duas novelas de Cassiano Gabus Mendes: Plumas e Paetês (1980) e a própria Tititi (1985). 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio