RedeTV! descarta exibição de novelas turcas e Band engaveta novos títulos

Publicado há 2 anos
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com o fim do ciclo de novelas turcas na grade da Band, iniciaram especulações sobre o interesse da RedeTV! em exibi-las. Especulações infundadas, apurou o Observatório da Televisão. Fonte do site assegura que não existe grade nem patrocínio para isso, tampouco há qualquer movimentação para que se torne uma possibilidade futura a curto prazo, ao menos. Em contato, a RedeTV! não comenta o assunto.

Procurado, o superintendente artístico da emissora, Ricardo de Barros, também não retornou os e-mails enviados nem os contatos telefônicos. Nossa equipe foi atrás das duas principais distribuidoras dos folhetins turcos no Brasil, a Ay Yapım e Pastel Film, porém, não houve retorno até a publicação dessa nota. As aquisições das novelas exibidas pela Band, até aqui, se deram através de conferências em feiras internacionais, sob análise do peso e êxito desses títulos pelo mundo, que independeram de emissora: Star TV, ATV, FOX e outras. O início de tudo foi em 2015 com a estreia de Mil E Uma Noites (Binbir Gece/TMC Film), seguida por Fatmagul: A Força do Amor (Fatmagül’ün Suçu Ne?/Ay Yapım).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ainda de acordo com a apuração feita pela nossa equipe, a Band mantém na gaveta mais dois títulos que podem ser exibidos no momento oportuno: Uma Parte de Mim (Una Parte de Mi/Kaderimin Yazıldığı Gün/O3 Medya) e Kara Sevda (Amor Eterno/Ay Yapım), primeira produção turca vencedora do Emmy Internacional de Melhor Novela de 2017 – a emissora não confirma. As histórias turcas, de maneira imediata tornaram-se produções reverenciadas mundialmente, tanto quando as próprias brasileiras e/ou mexicanas. A popularidade de seus atores em países da África, Europa e América do Sul já podem ser consideradas verdadeiros fenômenos.

Ezgi Asaroglu interpreta Bahar em Minha Vida na Band (Reprodução/ Band)

Atualmente a Band conta com O Hayat Benim, batizada de Minha Vida, história protagonizada por Ezgi Asaroglu, Keremcem e Ceren Moray, que deixará a grade da emissora no próximo sábado, dia 13, sob cortes e sem a exibição de suas duas próximas temporadas, ou seja, retirada do ar sem exibição do fim. A trama dará espaço para Ouro Verde, novela portuguesa produzida pela TVI, também vencedora do Emmy. Embora tenha Uma Parte de Mim e Kara Sevda na gaveta, não existe absolutamente nada oficial ou sequer especula-se o retorno das novelas turcas na grade após o fim de Ouro Verde.

RedeTV! na teledramaturgia

Em seus 19 anos de história, a RedeTV! viveu dois momentos de experiência na teledramaturgia. No início dos anos 2000 a emissora de Amilcare Dallevo e Marcelo de Carvalho entrou em uma briga da Globo contra o SBT pelos direitos da novela colombiana Yo Soy Betty, La Fea (2002), que naquela época já era um êxito mundial, e saiu vencedora após desembolsar 3 milhões de reais por ela.

Escrita por Fernando Gaitán, falecido em janeiro deste ano, a história da secretária competente e de atributos físicos descompensados foi motivo de muitas glórias para a RedeTV!, que chegou a conquistar 20 pontos audiência no horário nobre. O sucesso de Betty fez com que a emissora decidisse apostar no filão das colombianas e logo na sequência vieram Gata Selvagem (2002); Pedro, o Escamoso (2003) e Paixões Ardentes (2004).

Maria Orozco interpretou Betty na telenovela colombiana (Divulgação)

O segundo momento aconteceu em 2007, com Donas de Casa Desesperadas, versão brasileira de Desperate Housewives do canal americano ABC. A série foi uma co-produção entre a RedeTV! e Disney com a produtora argentina, Pol-ka. Na época, a Disney montou um hub (produção simultânea) na Argentina, onde a série foi produzida para quatro países diferentes, entre eles o Brasil, usando a mesma estrutura, estúdio, crew (equipe téctina), etc.

Sônia Braga interpretou Alice Monteiro em Donas de Casa Desesperadas na RedeTV! (Reprodução: RedeTV!)

A série não funcionou. Entre os vários fatores elencados por uma fonte do Observatório da TV envolvida diretamente na produção, está a falta de histórico da emissora em ficção. Hoje, os direitos de exibição da série expiraram e segundo apurado pelo site no mês passado, não existe qualquer chance ou interesse da RedeTV! readquirir a série para uma reexibição.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio