Rede Minas vence Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo

Vitória foi na categoria especial

Publicado há um mês
Por Daniel Neblina
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Rede Minas venceu o 37º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo com a série de reportagens GIG Economy – Precarização do Trabalho, que apresenta um panorama sobre a realidade da “uberização” do trabalho. A vitória foi na categoria especial.

As reportagens acompanharam a rotina de entregadores de lanches por aplicativos nas grandes cidades do Brasil. O público pôde acompanhar como eles lidam com a ausência de direitos trabalhistas como férias ou décimo terceiro, além da falta de vínculo empregatício.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A premiação foi concedida pelo Movimento Justiça e Direitos Humanos, com colaboração da Associação dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos do Rio Grande do Sul e da Union to Union, entidade sueca que atua pelo fortalecimento dos sindicatos no mundo.

As reportagens foram produzidas por Renato Franco e Primitivo Filho, com edição de texto de Cibele Penholate, edição de imagem de Omar Flister e finalização de Túlio Cunha. Os jornalistas Atalissa Rosa e Renato Franco também participaram. 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio