Record TV irá indenizar ex-goleiro do Guarani em R$ 150 mil por “reportagem ofensiva”

Publicado há 9 meses
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A 4ª Vara Cível da Comarca de Marília (SP) condenou a Record TV a pagar uma indenização de R$ 150 mil para o ex-goleiro do Guarani e do Bahia, Sérgio Neri, por conta de uma reportagem considerada sensacionalista sobre seu problema com álcool. Tal reportagem foi ao ar no Esporte Fantástico, programa esportivo que vai ao ar nos sábados de manhã, em 8 de julho de 2018.

Na reportagem, a equipe do programa decidiu falar do problema pessoal que Neri tem. No entanto, a emissora recorreu a dramatização de algumas de suas histórias com bebidas, contratando atores para isso. Neri se sentiu ofendido com a abordagem exagerada e decidiu entrar com um processo por danos morais.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O juiz Valdeci Mendes de Oliveira, que analisou o caso, concordou com os argumentos de Sérgio Neri. O principal argumento é que Neri foi mostrado como se estivesse em situação de rua, o que nunca ocorreu. Para o magistrado, houve excesso na liberdade de expressão.

“Nesse caso, a par do abuso ou excesso da Ré, verifica-se que a liberdade de expressão e de prestação de serviços de informação à grande massa de consumidores, tem sim limites ou restrições relevantes, mormente aqueles pautados para a proteção da imagem e intimidade das pessoas, inclusive o direito de esquecimento dos fatos negativos”, afirma a decisão. 

Por conta do processo, a Record TV terá que indenizar o goleiro em R$ 150 mil, além de retirar a reportagem do canal no YouTube oficial da emissora paulista. Como a decisão é em primeira instância, ainda se pode recorrer da decisão em esferas maiores da Justiça.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais