Record TV é processada após desistir da transmissão dos Jogos Pan-Americanos de 2023

A emissora alegou falta de recursos por conta da pandemia

Publicado há um mês
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Depois de exibir os Jogos Pan-Americanos em 2011, 2015 e 2019, a Record TV acabou rescindindo o contrato com a Panam Sports e não vai exibir a competição de Santiago em 2023. Mas essa situação acabou gerando uma dor de cabeça para a emissora de Edir Macedo.

De acordo com informações do NaTelinha, a empresa responsável pela distribuição dos diretos de transmissão, está movendo uma ação judicial contra a Record. O último acordo foi assinado em 2016, cedendo os direitos da competição no Peru em 2019.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A decisão teria acontecido após a pandemia de covid-19, já que a situação acabou criando baixas nas finanças. Ainda segundo o site, a emissora alegou que o real sofreu uma desvalorização enorme e o dólar está muito alto. A desistência da transmissão teria sido a forma encontrada para evitar um grande prejuízo.

O Inside the Game informou que a Panam Sports receberia US$ 9,8 milhões, tudo como parte de um pagamento atrasado de 2019 outro com vencimento para este ano. “A situação de nossa principal emissora, a TV Record, chegou ao fim, informaram-nos em meados deste ano”, informou Ivar Sisniega, secretário geral da empresa, confirmando uma ação contra a Record.

De acordo com o portal Inside the Games, a Panam Sports iria receber cerca de US$ 9,8 milhões. Isso fazia parte de um pagamento atrasado de US$ 4,8 milhões de 2019 e US$ 5 milhões com vencimento para este ano. Ivar Sisniega, secretário-geral da empresa, confirmou que entrou com uma ação contra a Record.

“Este é certamente um golpe financeiro. Iniciamos ações judiciais no Brasil, estamos seguindo o rumo jurídico”, afirmou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio