Record TV é alvo de denúncia ao Ministério Público por manter gravações de Gênesis

Representação é de autoria do Sated-SP

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A polêmica em torno da manutenção das gravações de Gênesis durante o período mais grave da pandemia do coronavírus acaba de ganhar um novo e importante capítulo.

O Sindicato de Artistas e Técnicos de São Paulo (Sated-SP) abriu uma denúncia contra a emissora de Edir Macedo, acusando-a de respeitar os protocolos sanitários de prevenção contra o coronavírus ao insistir em seguir com os trabalhos do folhetim bíblico no contexto atual.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Hoje, 13/04/2021, o SATED-SP entrou com representação contra a TV Record no Ministério Público do Trabalho do Rio de Janeiro, denunciando desrespeito às normas sanitárias e risco à saúde pública e dos trabalhadores por conta da não paralisação da gravação da novela Gênesis“, informou o sindicato, por meio de comunicado divulgado ontem (terça-feira, 13) em suas redes sociais.

Por conta do aumento exponencial de casos de covid 19 em todo o Brasil – em especial no Rio de Janeiro, onde a trama é gravada -, as gravações de Gênesis chegaram a ser paralisadas no dia 31 de março, mas foram retomadas nesta segunda-feira (12).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio