Record terá que exibir programas sobre religiões de matriz africana após ser condenada

Publicado há 2 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Após um longo processo judicial de 15 anos, Record TV e Record News entraram em acordo com o Ministério Público Federal, que moveu uma ação junto ao Instituto Nacional de Tradição e Cultura Afro-Brasileira (Itecab) e o Centro de Estudos das Relações de Trabalho e da Desigualdade (Ceert).

Leia: Globo enfrenta péssimo dia e perde para a Record TV em Goiânia

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Condenados por terem veiculado agressões a religiões de matriz africana, o canal pago de Edir Macedo terá que exibir três programas educativos sobre as religiões e um com teor documental – os quatro terão 20 minutos cada, informou o jornal O Globo.

Saiba mais: Ana Paula Renault esculacha Record TV e seus telespectadores: “Emissora estranha”

Itecab e o Ceert serão responsáveis pela criação do material, que será bancado pelo Grupo Record. Além disso, o Grupo terá que pagar R$ 300 mil para cada um dos órgãos, totalizando R$ 600 mil de penalidade.

Os programas terão que passar pela aprovação da companhia antes de irem ao ar. Cada um será transmitido três vezes. A Record TV não terá que exibir o material, o que antes era umas das exigências da ação.

Audiência: Jornalismo da Record consolida favoritismo entre telespectadores

A saber, na terça-feira (29), o jornalismo da Record TV demonstrou excelente desempenho no ranking das audiências na região paulista. Durante todo o dia, os noticiários consolidaram favoritismo entre os telespectadores e assumiram liderança em determinados momentos.

Contudo, o principal jornal da tarde do canal, o Balanço Geral SP, fisgou o primeiro lugar por 37 minutos. Simultaneamente no ar com a Sessão da Tarde, da Globo, o programa venceu com: média de 11 pontos, pico de 11 pontos e share de 23%. Os dados foram colhidos pela Kantar Ibope das 14h40 às 15h.

Na sua faixa completa, de meio-dia às 15h, formato apresentado por Reinaldo Gottino consolidou vice-liderança com 9 pontos de média. O pico da edição atingiu 12 pontos e o share 20%.

Todavia, já na faixa das 16h44 às 19h55, o Cidade Alerta marcou média de 12,5 pontos, pico de 17 pontos e share de 22%. Com os dados, a atração de Luiz Bacci bateu recorde de audiência no ano, consolidando vice-liderança isolada.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais