Ratinho e SBT terão de pagar R$ 400 mil a padres por inventar história de adultério

Publicado há um ano
Por Greicehelen Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O
Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que Carlos Massa e o SBT
terão de pagar R$ 400 mil a dois padres por danos morais. A indenização foi
aplicada na semana passada, após duas décadas do Programa do Ratinho
exibir uma falsa matéria envolvendo os sacerdotes.

A
ação foi iniciada em 1999, época em que Ratinho era recém-contratado da
emissora de Silvio Santos. Em sua atração, o apresentador mostrou a história de
um morador da cidade de Astorga (Paraná) que havia sido largado pela esposa. A mulher
teria escolhido ir morar com o padre que celebrou seu casamento.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No entanto, a notícia não passava de fake news. Além disso, Ratinho ilustrou a reportagem com a foto de um outro padre – como se fosse o envolvido no adultério. De acordo com o colunista Lauro Jardim, de O Globo, cada padre receberá o valor de R$ 200 mil.

Para o colunista Ricardo Feltrin, do UOL, o SBT recusou-se comentar a decisão tomada pelo STJ. Já Ratinho não se pronunciou, até o momento, sobre o caso.

Vale destacar que não é a primeira vez que Ratinho e o SBT enfrentam problemas judiciais. Em 2012, a dupla indenizou Paulo Roberto Falcão em mais de R$ 300 mil, após levar ao ar uma matéria acusando o ex-jogador da Seleção de sequestrar o próprio filho.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio