Quatro motivos que explicam o grande sucesso de audiência de Verão 90

Publicado há um ano
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta sexta-feira (26), a novela Verão 90 vai chegar ao fim como um grande sucesso de audiência na faixa das 19 horas da Globo. A trama de Paula Amaral e Izabel de Oliveira fechará com 26 pontos de audiência em sua média geral, subindo a média de Ibope em relação as últimas duas novelas.

Mesmo massacrada pela crítica, o povão decidiu comprar a ideia do folhetim rasgado, que é característico do horário das 19 horas. Nesta lista, o Observatório da Televisão tenta explicar os motivos da grande audiência de Manuzita e sua turma na Globo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

1 – Humor povão de Verão 90

Verão 90 apostou muito no humor pastelão para se dar bem. No meio da trama, a história do doce de leite que deixava pessoas com tesão rendeu bastante. No fim da novela, teve quem riu do Televendão, criação do vilão Jerônimo Guerreiro (Jesuíta Barbosa). O fato é que a novela fez o público rir bastante.

Jerônimo muda de visual e se transforma em Rojê (Foto: Globo/Cesar Alves)

2 – Trama amalucada

Verão 90 tinha uma trama sem pé nem cabeça. Em muitos momentos, a sua história principal simplesmente não andava. A trama vivia de esquetes e momentos sem qualquer tipo de noção. Quem não se recorda quando Vanessa (Camila Queiroz) voltou da Europa após virar condessa? Nada mais Verão 90 que essa coisa bem maluca.

Vanessa (Camila Queiroz) (Reprodução/TV Globo).

3 – Nostalgia em todo o momento

Por mais que tenha falhado em retratar exatamente os anos 90, já que usou várias referencias aos anos 80, Verão 90 teve um tom nostalgia em todo momento. Trilha sonora, referencias para outras novelas, entre outras nostalgias de plantão. E como nostalgia está em alta (vide o retorno de Sandy & Júnior na música), era impossível não dar certo.

4 – Verão 90 era entretenimento escapista

Patrick (Klebber Toledo) e Lidiane (Cláudia Raia) em Verão 90 (Divulgação/Globo)

Cada vez mais, as novelas da Globo apostam no entretenimento escapista em vez da realidade. E nada mais entretenimento escapista que uma história em pé nem cabeça, que aposta no humor papelão e faz lembrar uma das épocas mais queridas pelo público brasileiro. A novela tinha todos esses elementos e mais um pouco. A forma como foi feita pode ser questionada, mas não o seu êxito em números.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio