Pyong avalia prova na Ilha Record: “Ninguém que tá na vila conseguiria ganhar de mim”

Jogador assume que pode parecer arrogante, mas ele sabe do seu potencial

Publicado em 27/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Prepotente ou já tem a certeza que vai ganhar? Pyong Lee, ao vencer o Desafio de Sobrevivência da Ilha Record, não comemorou como de costume, mas também não deixou de estar satisfeito por retornar à disputa de meio milhão de reais.

Chegando na reta final, a apresentadora Sabrina Sato questiona o explorador como ele vai guiar o jogo, já que volta como comandante de uma das equipes: “Como que vai ser suas próximas jogadas?“. E, como sempre, ele tem todos os passos planejados.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“É voltar e concluir a missão extermínio [eliminar os rivais]. Chegar na final, achar o tesouro, ganhar e representar nossa aliança”, resume Pyong Lee, que, de acordo com informações vazadas é um dos finalistas da Ilha Record, juntamente com Any Borges.

E o ilusionista conclui que ninguém seria páreo para ele. E reconhece que isso pode soar arrogante, mas é a verdade: “Já me chamaram de prepotente, desumano, desumilde entre outras palavras, mas olhando pra prova de hoje, eu tenho certeza absoluta que ninguém que tá na vila conseguiria ganhar de mim”.

Confira a cobertura completa de Ilha Record no Observatório da TV e em nosso canal no Youtube

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio