Próxima edição do Amor & Sexo abordará o tema nudez: “Nossos corpos são livres”

Publicado há 2 anos
Por Greicehelen Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nudez, aceitação e preconceito serão os temas abordados no Amor & Sexo da próxima terça-feira (13). Comandado por Fernanda Lima, o programa é exibido após a série Sob Pressão, na Globo.

“Nossos corpos são livres. Não são P, não são M, não são G. Podem ser masculinos, femininos e o que mais quiserem ser”, destaca a apresentadora.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Não perco meu tempo! Anitta beija mais de 20 pessoas em novo clipe

A edição será regada por dinâmicas divertidas e muita conversa. Mariana Santos terá uma experiência de um nu sensorial ao pintar o corpo de um ator.  Já Eduardo Sterblich será modelo vivo por um dia. José Loreto inovará ao fotografar um “nude com o dedo” – o atual modismo entre os nudes.

Apesar da descontração, a atração não deixará de abordar questões importantes. Convidada especial da edição, a atriz Andreia Horta conta que lida bem com o nu. Mas que fica apreensiva sobre como imagens de trabalhos seus podem ser replicadas de forma incorreta.

“Já fiz muitas cenas de nu e, com a internet, elas podem ir parar em lugares inacreditáveis”, lamenta. “Descontextualizar um nu não é apenas chato, é crime”, lembra o ator Juliano Cazarré.

Eduardo Costa se revolta com discurso feito por Fernanda Lima no Amor & Sexo e detona: “Essa imbecil”

Na edição da última terça-feira (6) do Amor & Sexo, o formato falou sobre feminismo, e Fernanda Lima, apresentadora do programa, fez um discurso empoderador sobre o tema.

“Chamam de louca a mulher a mulher que desafia as regras e não se conforma. Chamam de louca a mulher cheia de erotismo, de vida e de tesão. Chamam de louca a mulher que resiste e não desiste. Chama de louca a mulher que diz sim e que diz não. Não importa o que façamos, nos chamam de louca”, iniciou a artista.

“Se levarmos a fama, vamos sim deitar na cama. Vamos sabotar as engrenagens desse sistema de opressão. Vamos sabotar as engrenagens desse sistema homofóbico, racista, patriarcal, machista e misógino. Vamos jogar na fogueira as camisas de forças da submissão, da tirania e da repressão. Vamos libertar todas nós e todos vocês. Nossa luta só está começando. Preparem-se porque essa revolução não tem volta. Bora sabotar tudo isso?”, concluiu a estrela.

Revolta

No Instagram, Eduardo Costa fez um comentário demonstrando sua indignação com o vídeo, que foi publicado na página Gina Indelicada. “Mais de 60 milhões de brasileiros e brasileiras votaram no Bolsonaro e agora essa imbecil com esse discurso de esquerdista! Ela pode ter certeza de uma coisa, a mamata vai acabar, a corda sempre arrebenta pro lado mais fraco e o lado mais fraco hoje é o que ela está”, disparou o sertanejo.

“Será que essa senhora só faz programa pra maconheiro, pra bandido, pra esquerdista derrotado, e pra esses projetos de artista assim como ela? Bolsonaro não está sozinho, o povo está com ele, e a senhora pode ter certeza, o Brasil vai sabotar é a senhora se Deus quiser. Sérgio Moro vai começar a ajudar a sabotar, pode esperar. E tenho dito”, concluiu Costa.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio