Programas de fofocas proliferam na TV em 2019; veja o melhor e o pior

Publicado há 6 meses
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O viral de programas femininos calcados em fofocas de celebridades que dominaram a televisão mundo afora nos anos 1950, quem diria, rompeu as barreiras do tempo e está fortalecido até os dias atuais, em todas as emissoras. Não existe, em quaisquer circunstâncias, a possibilidade dos programas de fofocas deixarem de ser uma realidade. Pelo menos, não num curto período.

E, para provar que o assunto só ganhou valorização na indústria do entretenimento, o ano de 2019 veio para provar que o ‘povão’ quer mais é saber o que se passa dentro da casa dos famosos, quem se separou, qual é o casal do momento e qual a próxima novela.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em se tratando de fatos para se rechear programas de fofocas, os profissionais da área não tem do que reclamar. Mas será que esses condutores tem tratado de forma inteligente e ética os assuntos em voga? E os formatos, tem sido agradáveis aos olhos de quem vê? Nós trazemos a resposta!

A Tarde É Sua

Com 13 anos no ar, o programa A Tarde É Sua apresentado por Sonia Abrão na RedeTV!, aposta firme no quadro Roda da Fofoca. Nele, diariamente a apresentadora tem como apoio os jornalistas Thiago Rocha, Vladmir Alves, Felipeh Campos e Léo Áquilla comentando os fatos do dia. Na reportagem, Bruno Tálamo e Cíntia Lima como destaque.

O A Tarde É Sua ainda é uma formula que funciona (do jornalista sentado por horas à frente da câmera falando sem parar, se alternando com merchans). Mas a atração de Sonia tem potencial para imprimir identidade mais qualificada e jovial. A ‘Roda’ está desgastada e antiquada.

Ademais, o comodismo diante de alguns erros frequentemente cometidos por determinados jornalistas é gritante. Sonia já há tempos tem feito vista grossa e isentando de qualquer responsabilidade sobre o que seus colegas de mesa dizem. Machismo, propagação de ódio, sensacionalismo e ‘apoio’ a fake news tem tirado a credibilidade do programa nos últimos tempos. É preciso renovação.

Fofocalizando: dos programas de fofocas, o tema até no nome

Apresentadores do Fofocalizando, expoente dos programas de fofocas atualmente (Reprodução/Instagram)

O mais instável dos programas de fofocas, porém, o mais necessário. O Fofocalizando, vespertino do SBT, peca pelos extremos. Embora represente um frescor entre as atrações do segmento, o clima da atração nunca foi o ideal. Assim como ocorreu em 2018, o programa continuou a gerar assunto pelas polêmicas de seus próprios bastidores.

O entra e sai de apresentadores também não permitiu que o público tivesse tempo de se identificar com algum deles. Foi um ano para se esquecer. Entre brigas e discussões, o que vimos o ano todo foi um programa apoiado no jornalista Leo Dias, que em novembro deixou o SBT. Os outros integrantes continuam dispensáveis, com exceção de Chris Flores, maior acerto da temporada.

TV Fama: um veterano dos programas de fofocas

Novo cenário do TV Fama (RedeTV! / Reprodução)

O mais tradicional dos programas de fofoca, o TV Fama, da RedeTV!, completou 19 anos de existência sendo um dos poucos a comemorar certa evolução. Seu único erro é o horário. O programa entra no ar quase às 22h, ou seja, depois que tudo aconteceu e já foi noticiado pela imprensa em geral.

Com nova estética, o frescor tem ficado por conta do ótimo desempenho de seus repórteres; com destaque para os veteranos Andrea Corazza e Rafael Pessina. Já em relação a Nelson Rubens e Flávia Noronha, eles poderiam ser descolados para outras funções na emissora.

Tricotando

Tricotando (RedeTV!)

Moderno e descolado, o Tricotando se tornou o que o TV Fama deveria ser antes deste existir. Lígia Mendes foi o grande acerto desde o início e Franklin David engrenou com o tempo. Em ótima sintonia, a dupla mostra potencial para comentar os assuntos. Embora tenham errado na escolha de Val Marchiori para gerar assunto, o programa só ganhou. Após um ano no ar, a missão agora é fincar a marca Tricotando e se tornar referência de bom trabalho. Por enquanto, o baixo recurso tem impossibilitado a evolução.

Outros programas de fofoca, embora extraoficiais

Não podemos deixar de citar programas que não são exclusivamente de fofocas, mas que também tratam do assunto. Na Globo, o Se Joga se apoia em assuntos da internet e em seu vasto elenco de estrelas, mas ainda não ganhou a simpatia dos telespectadores. A bagunça é geral. Na Record TV não podemos esquecer do batido Hoje Em Dia.

O programa conta com a jornalista Keila Jimenez. Mas ainda não é possível identificar se a profissional é integrante do programa como apresentadora, ou se é somente do quadro de fofocas. É preciso deixar claro ao público. Na Band, o Melhor da Tarde de Cátia Fonseca é duramente criticado e rejeitado pelo público por apostar em títulos tendenciosos, ao estilo de seu agora ex-colunista Aaron Tura, dono do TV Foco.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais