Programa Como Será? terá novidades a partir de dezembro

Publicado há 3 anos
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Dezembro será um mês de estreias no ‘Como Será?’. No dia 2, o programa apresentado por Sandra Annenberg nas manhãs de sábado lança a nova temporada do ‘#PartiuFérias’ – agora, o quadro com dicas de destinos nacionais pouco conhecidos pelos brasileiros traz cidades, atrações e programas turísticos acessíveis a pessoas com deficiência.

Leia também: O Outro Lado do Paraíso: Gael explode com Sophia: “Cínica!”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na primeira reportagem, Helena Lara Resende experimenta os roteiros oferecidos a deficientes pelo Pão de Açúcar e Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro. Ela também acompanha a trilha acessível no Parque Nacional da Serra dos Órgãos, em Teresópolis, com capacitação dos funcionários e montagem das cadeiras adaptáveis para realizar o tour ecológico.

Produção da BBC, a série ‘Pequenas Grandes Criaturas’ estreia no dia 16. Ela mostra os grandes desafios de sobrevivência enfrentados pelas menores criaturas da Terra. Com apresentação de Renato Cunha, a série em oito episódios mostra realidades como a do caranguejo do Caribe que é tão pequeno que precisa morar dentro de uma concha para sobreviver. Para isso, ele entra numa verdadeira batalha com outros seres.

Também a partir do dia 16, três novas trajetórias inspiradoras de pessoas comuns entram no ar na série documental ‘Heróis possíveis para causas impossíveis’. Na Região dos Lagos do Rio de Janeiro vive Chico Pescador, figura chave por trás da limpeza da Lagoa de Araruama. Ele usou seu poder de mobilização para conscientizar pescadores, população e governo de que era preciso tomar uma atitude diante da poluição que vinha acabando com a lagoa.

A jovem Joyce Fernandes, mais conhecida como Preta Rara, é rapper, professora de História e ex-empregada doméstica. Sua forma de luta está baseada nas discriminações que sofreu e hoje está presente na hashtag #euempregadadomestica, nas ocupações que promove e no seu CD. Do interior de Pernambuco vem a história de Abdalaziz Moura, responsável por desenvolver uma metodologia pedagógica de sucesso, que mistura elementos da educação formal com a popular.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais