Profissão Repórter aborda a luta e a recuperação de quatro vítimas da Covid-19

O programa acompanhou o drama de pessoas acometidas pelo coronavírus

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A edição do Profissão Repórter da próxima terça (16) abordará a pandemia de uma forma diferente. A atração mostrará a luta e a recuperação de quatro vítimas da Covid-19.

Em um programa comentado, os repórteres Mayara Teixeira e Pedro Borges conversarão com Caco Barcellos e compartilharão histórias cheias de emoção.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Durante seis meses, eles acompanharam os pacientes internados no hospital do Instituto Emílio Ribas, em São Paulo: o músico Sóstenes, de 38 anos; Ednalva, de 53; Augusta, de 72; e Dalva, de 67 anos. Além disso, eles ouvem a visão dos familiares em meio a incerteza com a doença dos parentes.

“Passar tanto tempo acompanhando essas histórias fez a gente criar laços com as famílias. A gente sofre e fica feliz com eles.  Durante a gravação, eu sabia se a visita tinha sido boa ou ruim pelo semblante das famílias porque eu falava com eles na entrada e na saída”, conta Mayara.

Já Pedro revela como ficou sua visão sobre a doença. “Me chamou muito a atenção como essa é uma doença que muda de maneira muito repentina o quadro de saúde das pessoas. É uma doença que exige o distanciamento em vida e em morte também. Eu acompanhei dois enterros e as cerimônias são muito rápidas, a possibilidade de despedida é quase nula. Isso deixa uma cicatriz, uma ferida aberta”, detalhou.

O Profissão Repórter vai ao ar nesta terça-feira, dia 16, logo após a série Todas As Mulheres Do Mundo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio