Primeira versão de Anjo Mau estreava há 42 anos

Publicado há 3 anos
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No dia 02 de fevereiro de 1976, estreava na Globo a primeira versão da novela Anjo Mau. A trama, exibida na faixa das 19 horas, marcou a estreia de Cassiano Gabus Mendes como novelista na emissora e chamou a atenção por trazer uma “vilã protagonista”. Na história, Nice (Susana Vieira) tinha atitudes pouco ortodoxas para subir na vida.

Em Anjo Mau, Nice era filha adotiva de uma família humilde e nunca se conformou com a pobreza. Por conta disso, perdeu vários empregos como operária e balconista. Até que um dia, seu pai, que é motorista de uma família rica, consegue para ela o emprego de babá na casa de seus patrões. Ela passa a cuidar de Edinho, filho de Stela (Pepita Rodrigues), uma dondoca deslumbrada. Na casa, ela conhece Rodrigo (José Wilker), irmão de Stela, e começa a tramar para conquistá-lo e ascender socialmente.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Rodrigo é noivo de Paula (Vera Gimenez), que, por sua vez, é verdadeiramente apaixonada pelo irmão dele, Ricardo (Luís Gustavo). Quando descobre que Paula e Ricardo mantêm um caso, Nice arma para que Rodrigo descubra a verdade. Depois disso, Rodrigo começa a sair com Nice, chegando a levá-la para variados eventos sociais. No entanto, logo ele passa a se interessar por Léa (Renée de Vielmond), fazendo Nice utilizar de novas artimanhas para separá-los. Neste momento, Nice já está verdadeiramente apaixonada por Rodrigo, e teme perdê-lo.

Antes de escrever Anjo Mau, Cassiano Gabus Mendes já era um nome forte da televisão brasileira. O profissional vinha de importantes experiências como diretor artístico da TV Tupi, tendo sido idealizador da novela Beto Rockfeller, escrita por Bráulio Pedroso e protagonizada pelo cunhado de Cassiano, o ator Luis Gustavo, e que se tornou um marco da TV brasileira, pois imprimiu realismo ao folhetim nacional.

Assim, em sua estreia na Globo, Cassiano Gabus Mendes levou à emissora o cunhado Luis Gustavo, que viveu Ricardo em Anjo Mau, e acumulou vários personagens importantes em outras novelas do autor. A trama também marcou a estreia de Susana Vieira como protagonista, logo após ter feito muito sucesso como Cândida, da novela Escalada, de 1975.

A trama marcou por trazer uma protagonista que não era uma mocinha inocente. Considerada uma vilã, Nice armava e fazia de tudo para conseguir o que queria. No entanto, ela se apaixona verdadeiramente, e seu amor explicava várias de suas atitudes. Mesmo assim, Nice não foi perdoada pela audiência e, segundo o site Memória Globo, Susana Vieira chegou a apanhar na rua por causa da personagem. Por conta disso, o destino de Nice foi trágico: ela morre no último capítulo, no parto.

No entanto, Nice foi perdoada pela audiência na segunda versão da novela, produzida em 1997 e escrita por Maria Adelaide Amaral. Agora vivida por Glória Pires, Nice também armou para conquistar Rodrigo (Kadu Moliterno), mas também penou nas mãos de Paula (Alessandra Negrini) e da mãe Alzira (Regina Dourado), o que compadeceu o público. Sendo assim, ela não morreu no último capítulo e teve direito a final feliz ao lado de Rodrigo. O desfecho do remake de Maria Adelaide Amaral, aliás, rendeu uma simpática homenagem à obra original, quando Susana Vieira surge como a babá do filho de Nice. Na época, Susana vivia a vilã Branca Letícia de Barros Motta, em Por Amor, mas conseguiu gravar esta participação afetiva em Anjo Mau.

Segundo o Memória Globo, as gravações de Anjo Mau sofreram alguns empecilhos em razão de um incêndio no prédio da TV Globo, no Jardim Botânico. O fogo danificou maquinário e algumas dependências do prédio, obrigando as produções da época a serem transferidas para outras localidades. Assim, as gravações de Anjo Mau foram transferidas para os estúdios da Cinédia, em Jacarepaguá, na zona oeste da cidade.

Além do sucesso no Brasil, Anjo Mau fez sucesso também no exterior, tendo sido vendida para mais de 20 países, como França, Nicarágua, Nigéria e Rússia. Com 175 países, Anjo Mau foi escrita por Cassiano Gabus Mendes, e dirigida por Régis Cardoso e Fabio Sabag.

Leia também:

Noite Afora, polêmico programa de Monique Evans, chegava ao fim há 14 anos

Veja cena de Anjo Mau, com Susana Vieira e José Wilker:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio