Presidente da Rede Brasil tem três canais de TV em São Paulo

Marcos Tolentino foi convocado para depor na CPI da Covid

Publicado em 31/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Rede Brasil de televisão está envolvida em mais uma polêmica, dessa vez, a situação é ainda mais séria do que parece. Na próxima quarta-feira (1), a CPI da Covid recebe o advogado e empresário Marcos Tolentino, presidente do canal.

De acordo com informações da newsletter todatela, de Ítalo Bertão Filho, os senadores investigam a relação do executivo com o FIB Bank, companhia fidejussória que esteve no meio da compra, pelo Ministério da Saúde, da vacina indiana Covaxin, contra a covid-19. Porém, um pequeno problema foi notado.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A reportagem, junto à base de dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), analisou os dados da emissora e constataram que Tolentino tem três canais de TV em São Paulo. O grande problema envolvendo tudo isso, é que donos de emissora de televisão não podem ter mais de um canal na mesma cidade.

Isso só é possível porque as concessões pertencem a empresas diferentes, com diferentes controladores e estão localizadas em diferentes cidades nos arredores de São Paulo mas, com antenas sediadas na capital. A geradora da Rede Brasil também não está localizada em São Paulo, mas sim em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, onde possui o nome fantasia do Sistema Pantanal de Comunicação S/C Ltda.

Ainda segundo a matéria do todatela, uma dessas retransmissoras pode ser captada na capital paulista, com sua concessão que ocupa o canal 32 UHF – virtual 10.1 -, que foi comprada em março pela Igreja Universal, que transmite o sinal da TV Templo com programação religiosa. Porém, a retransmissora acaba fazendo o papel de geradora, o que também é proibido pelo código de Radiodifusão.

A retransmissora da capital também pertence ao Sistema Pantanal e passou a transmitir metade da sua programação diária com a Igreja Mundial do Poder de Deus. A Rede Brasil também foi beneficiada recentemente com a medida provisória 1018, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, e faz a emissora ser carregada como canal obrigatório no line-up da TV paga.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio