Polícia vai apurar denúncias de intolerância religiosa no BBB 21

Episódio envolve Nego Di, Projota, Karol Conká e Lumena

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um inquérito foi instaurado pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) do Rio de Janeiro para apurar denúncias de intolerância religiosa envolvendo participantes do BBB 21. As informações são da colunista Patrícia Kogut, do Jornal O Globo

“Imagens do programa serão solicitadas para análise”, segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil. O episódio em questão aconteceu na segunda-feira (8). Nego Di, Projota, Karol Conká e Lumena relembraram uma conversa da própria Lumena com o desistente Lucas Penteado.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os confinados citados falavam sobre Xangô, orixá com o qual Lucas foi iniciado no Candomblé. Nego Di imitou Lumena na conversa e fez um trocadilho com a entidade, seguido de gargalhadas e deboches dos que ali estavam.

“Grandão, véi. Me peguei chamando Xangô, véi. ‘Xangozei’, véi”, disse Nego Di. “Eu falei, eu estou pelo certo com o meu orixá. Você está pelo errado. Ele está te abandonando”, recordou Lumena. “’Xangozei’, véi” continuou Nego Di.

Confira o momento:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio