Poliana: Novela tem semelhanças macabras com Brinquedo Assassino; veja

O longa mostra uma sequência de fatos que se repetem no roteiro criado por Íris Abravanel

Publicado há 5 meses
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A novela As Aventuras de Poliana, do SBT, caminha para o seu fim na grade da emissora com a promessa de ser retomada com uma segunda temporada em 2021.

E nesta releitura da obra de Eleanor H. Porter, conduzida por Iris Abravanel, chama a atenção as fortes semelhanças (um tanto quanto macabras) com um dos filmes da franquia Chucky, o Brinquedo Assassino. Acredite!

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A temática da robótica, que envolve a personagem Ester (Manuela Kfouri), é cercada de pontos que evidenciam uma clara analogia com o longa de terror produzido pela Orion Pictures em 2019. E nós do Observatório da TV, é claro, não poderíamos deixar de registrar os detalhes que cruzam essas duas obras.

O roteiro de Tyler Burton Smith apresenta Andy (Gabriel Bateman), um garoto de apenas 13 anos. Sua história com o brinquedo diabólico tem início quando sua mãe lhe entrega um exemplar deste boneco que está na moda, chamado Buddy.

O boneco tem inteligência artificial e foi desenvolvido para “cuidar” da criança a quem ele pertence e também para fazer de tudo para agradá-la.

Brinquedo Assassino – 2019 (Divulgação: Orion Pictures)

Ester, Chucky e a influência do mal

No filme, Chucky é um dos bonecos da linha Buddy, e ele vem com um defeito muito especifico e perigoso. Um dos operários da fábrica que está construindo este brinquedo, resolve se matar, mas antes disso ele prepara uma vingança e remove da programação do boneco os inibidores de violência.

Com isso, o boneco, que no caso tem inteligencia artificial e bem apurada, sem os inibidores ele aprende através do comportamento humano, tudo o que ele vê, mesmo que seja algo violento.

E é justamente o que acontece com Ester em As Aventuras de Poliana. A android é influenciada por Filipa (Bela Fernandes), a vilã mirim, a ficar contra Poliana (Sophia Valverde). A partir disso Ester cria “ranço” da menina do jogo do contente.

Ester agride Poliana por rejeitá-la (Reprodução: SBT)

Ester passa a odiar Poliana depois de conhecer meninas populares da escola que praticam bullying com Poliana. A robô percebe que essas meninas não gostam da jovem e começa a praticar os mesmos atos.

No longa, Chucky é influenciado por cenas de violência (Reprodução: YouTube)

Chucky tem como objetivo proteger Andy, porém, durante a convivência entre eles, o boneco começa a assistir filmes de terror junto com o garoto, como O Massacre da Serra Elétrica. E com isso o boneco se torna violento, um risco para a sociedade.

Panes, surtos e violência

Ao ver que Andy e seus amigos se divertem com filmes de terror, Chucky entende que atos de violência são divertidos e válidos. No meio disso, após perceber que Andy é maltratado pelo próprio padrasto, o boneco decepa a cabeça dele e dá de presente a ele. Andy se desespera e arma um plano para desligar Chucky.

Chucky degola o padrasto de Andy (Reprodução: YouTube)

Na trama do SBT, algo muito parecido acontece. Pendleton, vivido do Dalton Vigh, decide desligar Ester após a android causar o acidente de Poliana, que a deixou paraplégica.

Pendleton desliga Ester (Divulgação: SBT)

Ambas as tramas seguem a mesma linha de inteligência artificial e robótica criadas com um propósito bom, mas que com a influencia humana, essa inteligencia artificial se torna perigosa ao ponto de precisar ser desligada.

Sem pilha

Outro detalhe: quando Andy quer se desfazer de Chucky, ele é roubado pelo zelador do prédio, que, sem saber de nada, ele reconstrói o boneco a fim de vendê-lo. Em Poliana, algo parecido também ocorre.

As crianças do Clubinho MaGaBeLo roubam Ester, e ela será ligada novamente, porém, por acidente. No decorrer da história, Ester foge e reaparece de forma chocante num espetáculo musical de O Mágico de Oz que vai ao ar nos próximos capítulos da novela. E lá ela mostra a sua natureza robótica.

Ester se torna uma ameaça para as crianças (Reprodução: SBT)

A partir disso, Pendleton será obrigado a promover uma coletiva de imprensa confessando, de fato, que Ester é uma android. O mesmo acontece no filme dirigido por Lars Klevberg: após ser ligado pelo zelador, Chucky o mata e vai embora, rumo ao grande evento de lançamento de Buddy 2, e lá o brinquedo assassino organiza uma verdadeira matança.

Sequência do filme Brinquedo Assassino (Reprodução: YouTube)

Mais adiante, a empresa que fabricou o brinquedo promove uma coletiva de imprensa, mas, ao contrário de Pendleton, eles se isentam do comportamento violento do boneco. Curioso, não?

***Com a colaboração de Felipe Brandão

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio