Penúltimo dia das audições às cegas do The Voice Brasil traz Paulo Ricardo como candidato

Publicado há um ano
Por Muka Oliveira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na quinta noite das audições às cegas do The Voice Brasil, mais uma surpresa agitou o reality musical. O cantor Paulo Ricardo interpretou London London, de Caetano Veloso, como candidato da competição de talentos.

“Vocês não imaginam a emoção de
estar aqui nesse palco diante de vocês”,
falou Paulo Ricardo,
ao ver viradas as cadeiras de Ivete Sangalo, IZA, Lulu Santos e Michel Teló. Os
técnicos ainda aprovaram dez vozes na penúltima noite de montagem dos times,
chegando ao número de 53 candidatos na atração musical.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Conheça a trajetória dos participantes que vão para a próxima fase:

GABY
OLLIVER 
(30 anos, São Paulo/SP)

A
participante sempre sonhou ser uma estrela e cantar as músicas de Aretha
Franklin. Dos 12 aos 18 anos cantava na igreja e, depois disso, passou a se
apresentar sozinha em bares. Em um deles, integrou o elenco fixo ao lado de uma
banda de reggae. Aos 21 anos, saiu da banda para se dedicar à soul music, ritmo
com o qual até hoje se apresenta em carreira solo em casas de cultura e grandes
casas de show. Já abriu apresentações para Mumuzinho e Péricles. Em sua
primeira tentativa de conquistar uma vaga no programa, Gaby escolheu cantar a
música “Assim que se faz”, de Luciana Mello. Ela virou as cadeiras de IZA e
Ivete Sangalo, e optou pelo time de IZA.

DANI
VENDRAMINI 
(42 anos, Porto Alegre/RS)

O
cantor gaúcho vem de uma família musical: seus irmãos mais velhos cantavam
profissionalmente e sua mãe se apresentava em rodeios. Aos 17 anos, formou sua
primeira banda, que dominou a noite de Porto Alegre com um estilo similar ao
dos Mamonas Assassinas. Aos 25, montou outro grupo com o qual cantava músicas
autorais. Com o fim da banda, começou a se apresentar em carreira solo,
chegando a ter um público de mais de 50 mil pessoas em um festival de sua
cidade. No palco do ‘The Voice’, Dani cantou “You give me something”, de James
Morisson, virou as cadeiras dos quatro técnicos e escolheu seguir no time de
Lulu Santos.

SAMUEL
MARQUES 
(21 anos, Salvador/Bahia)

Levado
pela mãe, o baiano começou a cantar em um coral na igreja, aos 14 anos. Um ano
depois, decidiu entrar em um curso técnico de canto popular onde estudou por
quatro anos. Além dos shows que fazia para o curso, também passou a se
apresentar em bares da cidade. Hoje, é bolsista do Núcleo Estadual de Orquestra
e Coros Infantis e Juvenis da Bahia e divide os ensaios com trabalhos como
trancista. Cantando “Feeling good”, de Nina Simone, ele garantiu vaga no time
de Michel Teló.

ADRYA
ALMEIDA 
(31 anos, Cuiabá/MT)

A
participante teve o talento descoberto aos 14 anos, cantando louvores na
igreja. Aos 16, já era chamada para se apresentar em casamentos. Em 2018,
montou um show onde interpretava hits consagrados por divas da música pop
internacional e foi através destas performances que viu seu nome ganhar fama
por Cuiabá. Os shows de casamento sempre foram muito solicitados e Adrya já
chegou a fazer mais de 80 apresentações em cerimônias conjugais em um único
ano. Na audição, a cantora apresentou a música “Os outros”, de Leoni, e
conquistou seu lugar no Time Ivete.

LÚCIA
MUNIZ 
(16 anos, Montes Claros/MG)

A
ex-participante do ‘The Voice Kids’ canta desde os cinco anos, quando o pai
percebeu seu talento e a inscreveu em uma aula de canto. Foi quando começou a
se apresentar em festivais de música regional. Como presente de aniversário de
15 anos, pediu a gravação em estúdio de um CD de músicas cover, que distribuiu
para os convidados de sua festa. Além de cantar, toca violão, teclado e piano.
Partiu do pai o incentivo para que ela se inscrevesse na versão adulta do
reality. Para a audição, Lúcia escolheu o clássico “Lonely day”, da banda
System of a Down. Ela foi aprovada por Michel Teló, IZA e Lulu Santos e optou
pelo Time IZA.

MARTA
SOUZA 
(38 anos, Taboão da Serra/SP)

Aos
seis anos, Marta começou a fazer parte de coros infantis e peças teatrais na
igreja. Aos 17, seu irmão, que já era tecladista profissional, passou a dar
conselhos e levá-la para suas apresentações. Foi backing vocal de cantores com
Jamile, Priscila Alcântara e Netinho de Paula, gravou jingles, atuou e cantou
em comerciais. Hoje, dá aulas de técnica vocal para iniciantes, além de cantar
em bares e cerimônias. Com a música “One night only”, de Jennifer Hudson, ela
foi aprovada por IZA e segue para a próxima fase.

HELOÍSA
RIBEIRO
 (18 anos, Crato/CE)

Heloísa
trabalha com música há cinco anos, cantando em eventos particulares,
restaurantes e barzinhos, além de se apresentar semanalmente na igreja. Seus
familiares também são apaixonados por música e, uma vez por ano, ela se reúne
com eles para fazer um luau. Além de cantar, toca violão, piano e flauta doce,
e tem 18 composições próprias, que apresenta em seus shows. Virou as cadeiras
de Teló e IZA com a música “A vida do viajante”, de Luiz Gonzaga, e segue na
disputa no time do sertanejo.

TAMIRES
SANTANA 
(29 anos, Salvador/BA)

A
participante cresceu em um ambiente musical: seu pai, Ozeas Santana, é
saxofonista e seus tios também são músicos – um deles é fundador do Teatro
Mágico. Desde pequena acompanhava o pai em shows em bares. Aos nove anos,
gravou seu primeiro CD. Aos 11, começou a participar de concursos musicais em
TVs locais e, três anos mais tarde, gravou seu segundo álbum. Passou um período
afastada da música devido ao falecimento de sua mãe, em 2005. Dez anos mais
tarde, voltou a se apresentar em um bar onde canta até hoje. Com “Minha
estranha loucura”, de Alcione, Tamires virou as cadeiras de Lulu Santos e Ivete
Sangalo – que foi bloqueada por Lulu. Ela segue na disputa no time do cantor e
compositor.

LUIZ
CELESTINO 
(32 anos, São Paulo/SP)

Luiz
aprendeu a ouvir música com a mãe, que era fã de Roberto Carlos, Djavan e Jorge
Ben. Aos 14 anos, formou um grupo de rap com os amigos com o qual se
apresentava em showmícios e eventos “da quebrada”. Aos 22, começou a trabalhar
em uma barbearia que tinha uma banda de reggae, com quem passou a se
apresentar. O grupo foi apadrinhado por Jorge Ben e, em 2007, lançou o primeiro
álbum autoral. A banda terminou em 2010 e, com o fim, Luiz gravou um álbum solo
gospel. Foi aprovado para a próxima fase por Ivete Sangalo depois de cantar a
música “Codinome beija-flor”, de Cazuza.

LARISSA
MENDES 
(26 anos, Belo Horizonte/MG)

A
mineira tem uma família em que quase todo mundo é musicista ou cantor. Começou
a cantar na igreja aos 13 anos, época em que também iniciou aulas de violão e
canto. Aos 17, entrou para sua primeira banda. Pouco tempo depois, decidiu
seguir trajetória solo se apresentando em casamentos, pubs e bares, além de
trabalhar como backing vocal da cantora Zaza Brasil. Cantando “Era uma vez”, de
Kell Smith, Larissa virou as cadeiras de IZA, Lulu Santos e Michel Teló e
escolheu entrar para o time de Lulu.

Os
times até o momento:

Time
Ivete

Clara
Castro; Rebeca Lindsay; Steici Lauser; Ramon e Rafael; Carol Naemi; Mariella;
Déia Silva; Samara Alves; Catarina Rosa; Maria Luiza; Mari Bodas; Adrya
Almeida; Luiz Celestino.

Time
IZA

Tony
Gordon; Alexa Marie; Lara Alanys; Willian Kessley; Edyelle Brandão; NoElle;
Élri El; Pollyana Caires; Ana Ruth; Amanda Magalhães; Karine Rayne; Gaby
Olliver; Marta Souza; Larissa Mendes.

Time
Lulu

Carol
Coutas; Paula Araujo; Luciano Bhea; Samara Bueno; Camilla Marott; Luana Lima;
Pâmella Lopes; Rik Oliveira; Flora Cruz; El1; Vidal Assis; Dani Vendramini;
Lúcia Muniz; Tamires Santana.

Time
Teló

Maria
Kamila; Bruna de Paula; Fernando Junior; Mobi Colombo; Regiane Balena; Litha;
Bia Ferraz; Nina Oliveira; Isabella Arantes; Yolanda de Paulo; Samuel Marques;
Heloísa Ribeiro.

Com apresentação de Tiago Leifert, o The Voice Brasil é exibido às terças e quintas, logo após A Dona do Pedaço, na TV Globo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais